Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

PMDB não quer Vanessa

Esquentou o tempo no PMDB de Mauá. O que parecia definido - a candidatura da deputada estadual Vanessa


Do Diário do Grande ABC

29/04/2011 | 00:00


Esquentou o tempo no PMDB de Mauá. O que parecia definido - a candidatura da deputada estadual Vanessa Damo a prefeita em 2012 - começa a ganhar ares de emoção. Ontem, a executiva municipal realizou reunião para dar um ‘não' à intenção da parlamentar em ocupar a cadeira que já foi de seu pai, Leonel Damo. E ainda apresentou para a vaga o nome do presidente municipal da sigla, o ex-vereador Paulo Bio, que em 2008 foi candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo então prefeiturável governista Francisco Carneiro, o Chiquinho do Zaíra (na época no PSB, hoje no PTdoB). O vice-presidente da legenda, Denilson Martins da Silva, justificou que a intenção de Vanessa de disputar o Paço foi colocada apenas na imprensa. "Isso não foi levado para a executiva. Não dá para a gente ficar sabendo apenas pelos jornais", disse. Ele deixou claro que Vanessa pode pleitear a candidatura, mas que não tem a menor chance de os caciques municipais estarem com ela. "Nós colocamos o nome do Paulo Bio, que entendemos ser o mais forte do partido. Agora levaremos à convenção, no ano que vem". Pelo visto, essa briga recém-começada sequer tem prazo para terminar...

Peemedebistas, Volpi e Oswaldo?

Ainda sobre a decisão do PMDB, ontem o que se comentou no meio político é que Paulo Bio foi visto nos corredores da Prefeitura de Ribeirão Pires, comandada justamente pelo maior rival de Vanessa, o prefeito Clóvis Volpi (PV). Logo ele, que tenta viabilizar seu nome para a cidade vizinha. Dias antes, foi a vez de Volpi se encontrar com Oswaldo Dias (PT). A articulação fica ainda mais nebulosa, quando se questiona a direção municipal do PMDB se essa puxada de tapete em Vanessa estaria relacionada à aproximação do partido com o petista. "Nós vamos sair com a candidatura, mas não podemos descartar essa possiblidade", despistou Denilson, sobre provável apoio do PMDB a Oswaldo em segundo turno, em troca de participação na administração petista. O fato é que as labaredas devem aumentar muito nas próximas horas.

Oi, eu estou aqui...

O ex-superintendente da Infraero Edgard Brandão - atual assessor do deputado federal Arlindo Chinaglia (PT) - é um dos nomes ventilados pelo PSC para sair a prefeito de Santo André, além do empresário Armando Neves. Se o partido bater o martelo, a ideia é justamente aproveitar o sobrenome famoso de Edgard para alavancar a possível candidatura. Mas há quem enxergue uma forma de recado ao PT, de que a legenda estaria interessada na vice no ano que vem. Só precisa saber se a isca será mordida.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;