Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Soldado Jessica Lynch lamenta exposição de sua história


Da AFP

07/11/2003 | 08:26


A ex-prisioneira da guerra do Iraque Jessica Lynch, que foi libertada por um comando americano durante o conflito, revelou à rede de televisão americana ABC que lamenta a exposição de sua história na mídia. "Me utilizaram como um símbolo, mas isto não está certo. Não sei porque fizeram isto, porque filmaram (minha libertação )", disse Lynch em uma entrevista divulgada nesta quinta-feira.

"De certa forma, me faz mal que as pessoas fabriquem histórias quando conhecem a verdade", salientou Lynch em referência a novela criada em torno do seu resgate. "Não sou heroína", disse a jovem de 19 anos, que não conseguiu disparar um só tiro quando foi capturada. "Me ajoelhei e rezei, esta foi a última coisa de que me lembro".

A jovem revelou ainda que foi bem tratada pelo pessoal do hospital iraquiano onde ficou. "Ninguém me bateu, não fui agredida, ninguém... inclusive uma enfermeira cantava para mim". Lynch não confirmou na entrevista sua suposta violação por soldados iraquianos.

O jornal The New York Daily News informa nesta sexta-feira que Lynch teria sido estuprada pelos iraquianos, como revela sua biografia autorizada "Também sou um soldado: a história de Jessica Lynch". Segundo o jornal, o livro garante que os exames médicos realizados em Lynch revelaram que ela foi violentada, embora a jovem não se lembre de nada.

Seu biógrafo, Rick Bragg, afirma que os informes médicos completaram os vazios da memória da jovem. "Os relatórios (médicos) não dizem se foi violada por seus raptores quando estava inconsciente e sofria de fraturas múltiplas ou se foi estuprada antes de ser golpeada violentamente e abandonada em seguida, praticamente morta".



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;