Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Polícia prende acusados de assassinar dentista em São Bernardo

´Criminosos confessaram participação no roubo; dois adolescentes foram apreendidos


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

28/04/2013 | 07:00


A Polícia Civil capturou, na madrugada de ontem, quatro dos cinco integrantes da quadrilha responsável pela morte da dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza, 47 anos, em São Bernardo. Os criminosos foram localizados na Favela Santa Cruz, em Diadema, e confessaram a participação no latrocínio brutal.

Além de Jonathas Cassiano Araújo, 21, identificado pelas câmeras de segurança do posto de gasolina de onde foram sacados R$ 30 da conta da dentista, foram detidos Victor Miguel Souza Silva, 24, e dois adolescentes de 17 anos. Um dos integrantes da quadrilha que atuava em consultórios odontológicos ainda está foragido - Thiago de Jesus Pereira, 25.

Cinthya foi queimada viva porque os assaltantes se irritaram com a baixa quantia de dinheiro disponível na conta da vítima. O crime ocorreu na quinta-feira no Jardim Hollywood, em São Bernardo. A dentista foi enterrada na sexta-feira no cemitério da Vila Euclides, na mesma cidade.

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Luiz Maurício Blazeck, o crime foi esclarecido. Junto com os presos, foram encontradas duas mochilas contendo desde pertences de vítimas anteriores, como óculos de sol, celulares e notebook, até a arma usada nos crimes - uma pistola Taurus calibre 380 cromada com numeração raspada.

Está sendo investigado o envolvimento da quadrilha em cerca de oito assaltos a consultórios odontológicos entre São Bernardo e a Zona Sul da Capital. Em um dos casos, ocorrido no dia 16 de abril no Ipiranga, Victor chegou a fazer ficha fornecendo nome, endereço e telefone. Policiais localizaram o documento no lixo do local.

Segundo a polícia, Cinthya foi amarrada e encharcada com álcool enquanto o menor e Victor brincavam com um isqueiro perto para aterrorizar a vítima. Ao receberem telefonema de Jonathas sobre o valor disponível na conta bancária da dentista, o menor teria ficado irritado e ateado fogo.

O outro adolescente, porém, não teve participação direta no crime. De acordo com a polícia, ele teria apenas fornecido abrigo aos criminosos.

A diretora do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), Elisabete Ferreira Sato Lei, ressaltou que os presos são dependentes químicos e demonstram crueldade impressionante.

Para o secretário estadual da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, é preciso rever o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). "Os cidadãos de bem estão expostos e a resposta é a rigidez da lei", considera. Jonathas e Victor foram levados a CDPs (Centros de Detenção Provisória). Os menores irão para a Fundação Casa.

Será realizada hoje caminhada pela paz em homenagem à dentista. A concentração será às 8h30 em frente à Capela Imaculada Conceição, na Rua Copacabana, no Jardim Hollywood. Os participantes vestirão roupas brancas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia prende acusados de assassinar dentista em São Bernardo

´Criminosos confessaram participação no roubo; dois adolescentes foram apreendidos

Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

28/04/2013 | 07:00


A Polícia Civil capturou, na madrugada de ontem, quatro dos cinco integrantes da quadrilha responsável pela morte da dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza, 47 anos, em São Bernardo. Os criminosos foram localizados na Favela Santa Cruz, em Diadema, e confessaram a participação no latrocínio brutal.

Além de Jonathas Cassiano Araújo, 21, identificado pelas câmeras de segurança do posto de gasolina de onde foram sacados R$ 30 da conta da dentista, foram detidos Victor Miguel Souza Silva, 24, e dois adolescentes de 17 anos. Um dos integrantes da quadrilha que atuava em consultórios odontológicos ainda está foragido - Thiago de Jesus Pereira, 25.

Cinthya foi queimada viva porque os assaltantes se irritaram com a baixa quantia de dinheiro disponível na conta da vítima. O crime ocorreu na quinta-feira no Jardim Hollywood, em São Bernardo. A dentista foi enterrada na sexta-feira no cemitério da Vila Euclides, na mesma cidade.

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Luiz Maurício Blazeck, o crime foi esclarecido. Junto com os presos, foram encontradas duas mochilas contendo desde pertences de vítimas anteriores, como óculos de sol, celulares e notebook, até a arma usada nos crimes - uma pistola Taurus calibre 380 cromada com numeração raspada.

Está sendo investigado o envolvimento da quadrilha em cerca de oito assaltos a consultórios odontológicos entre São Bernardo e a Zona Sul da Capital. Em um dos casos, ocorrido no dia 16 de abril no Ipiranga, Victor chegou a fazer ficha fornecendo nome, endereço e telefone. Policiais localizaram o documento no lixo do local.

Segundo a polícia, Cinthya foi amarrada e encharcada com álcool enquanto o menor e Victor brincavam com um isqueiro perto para aterrorizar a vítima. Ao receberem telefonema de Jonathas sobre o valor disponível na conta bancária da dentista, o menor teria ficado irritado e ateado fogo.

O outro adolescente, porém, não teve participação direta no crime. De acordo com a polícia, ele teria apenas fornecido abrigo aos criminosos.

A diretora do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), Elisabete Ferreira Sato Lei, ressaltou que os presos são dependentes químicos e demonstram crueldade impressionante.

Para o secretário estadual da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, é preciso rever o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). "Os cidadãos de bem estão expostos e a resposta é a rigidez da lei", considera. Jonathas e Victor foram levados a CDPs (Centros de Detenção Provisória). Os menores irão para a Fundação Casa.

Será realizada hoje caminhada pela paz em homenagem à dentista. A concentração será às 8h30 em frente à Capela Imaculada Conceição, na Rua Copacabana, no Jardim Hollywood. Os participantes vestirão roupas brancas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;