Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Fitch corta rating de Hong Kong para AA, após meses de protestos



06/09/2019 | 05:21


A Fitch cortou a nota de crédito de Hong Kong, na primeira iniciativa do tipo desde antes da transferência da antiga colônia britânica para a China em 1997.

Citando meses de protestos e persistentes conflitos no território semiautônomo, a Fitch reduziu o rating soberano em moeda estrangeira de longo prazo de Hong Kong, de AA+ para AA, com perspectiva negativa.

"Os eventos atuais também causaram danos duradouros à percepção internacional da qualidade e da eficácia do sistema de governança e do Estado de direito de Hong Kong, e puseram em dúvida a estabilidade e o dinamismo de seu ambiente de negócios", comentou a Fitch em comunicado.

A Fitch atribuiu sua perspectiva negativa à visão de que, mesmo com a recente decisão de Hong Kong de ceder à parte das exigências de manifestantes, é provável que persista um certo grau de descontentamento popular.

Na quarta-feira (04), a chefe de governo de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou a retirada de um polêmico projeto de lei que previa extradições para a China e que acabou se tornando estopim de uma onda de protestos iniciada há cerca de três meses.

Para a Fitch, a possibilidade de novos episódios de tumulto social pode minar ainda mais a confiança nas instituições públicas e manchar a percepção da governança, instituições, instabilidade política e ambiente de negócios de Hong Kong.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fitch corta rating de Hong Kong para AA, após meses de protestos


06/09/2019 | 05:21


A Fitch cortou a nota de crédito de Hong Kong, na primeira iniciativa do tipo desde antes da transferência da antiga colônia britânica para a China em 1997.

Citando meses de protestos e persistentes conflitos no território semiautônomo, a Fitch reduziu o rating soberano em moeda estrangeira de longo prazo de Hong Kong, de AA+ para AA, com perspectiva negativa.

"Os eventos atuais também causaram danos duradouros à percepção internacional da qualidade e da eficácia do sistema de governança e do Estado de direito de Hong Kong, e puseram em dúvida a estabilidade e o dinamismo de seu ambiente de negócios", comentou a Fitch em comunicado.

A Fitch atribuiu sua perspectiva negativa à visão de que, mesmo com a recente decisão de Hong Kong de ceder à parte das exigências de manifestantes, é provável que persista um certo grau de descontentamento popular.

Na quarta-feira (04), a chefe de governo de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou a retirada de um polêmico projeto de lei que previa extradições para a China e que acabou se tornando estopim de uma onda de protestos iniciada há cerca de três meses.

Para a Fitch, a possibilidade de novos episódios de tumulto social pode minar ainda mais a confiança nas instituições públicas e manchar a percepção da governança, instituições, instabilidade política e ambiente de negócios de Hong Kong.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;