Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA transferem ao Iraque o controle da desativada Abu Ghraib


Da AFP

02/09/2006 | 09:59


Os Estados Unidos passaram ao Iraque o controle da prisão de Abu Ghraib, símbolo de violações dos direitos humanos sob o regime de Saddam Hussein e também durante a ocupação norte-americana. As autoridades dos EUA anunciaram em março que o fechamento de Abu Ghraib aconteceria dentro de três meses.

"A prisão de Abu Ghraib foi oficialmente transferida na sexta-feira às autoridades iraquianas pelas forças da coalizão. Agora a penitenciária está sob controle da administração iraquiana", disse o porta-voz do governo, Ali Al Dabaqh. "Esta penitenciária foi cenário de várias violações dos direitos humanos durante o antigo regime de Saddam Hussein e também sob a autoridade das tropas americanas", denunciou o porta-voz.

Na ditadura de Saddam Hussein, milhares de prisioneiros políticos foram torturados e executados em Abu Ghraib, um presídio situado na cidade homônima, a 30 quilômetros de Bagdá.

A prisão se transformou em 2004 em um símbolo negativo da ocupação americana do país para muitos iraquianos, depois da divulgação dos abusos infligidos a prisioneiros por militares dos Estados Unidos. As fotos de presos iraquianos maltratados por militares americanos provocaram um escândalo mundial. Washington tentou apresentar os fatos como um escândalo limitado a militares isolados. Nove oficiais americanos foram condenados a penas que vão desde a expulsão do Exército a dez anos de prisão.

As Forças Americanas ainda mantêm o controle de três presídios no Iraque: Camp Bucca (sul), Fort Suse, no Curdistão (norte) e Camp Cropper, perto do aeroporto de Bagdá. Nestas prisões estão detidas importantes personalidades da antiga ditadura, incluindo o próprio Saddam Hussein. Na área militar, a instalação do Estado-Maior conjunto das Forças Armadas iraquianas foi adiado para domingo, sem explicações.

As forças iraquianas, integradas por 115 mil homens, dependem no momento das tropas americanas. O contratempo aconteceu em um momento em que o Iraque é afetado por uma onda de sangrentos ataques. Na quinta-feira, 85 pessoas morreram e outras 77 na quarta-feira.

Na manhã deste sábado, pelo menos 26 pessoas faleceram em vários atos de violência ao longo do país. Onze peregrinos paquistaneses e três indianos foram assassinados neste sábado no Iraque perto da cidade sagrada xiita de Kerbala, anunciou um porta-voz do ministério do Interior. Seis caminhoneiros, entre eles dois paquistaneses, foram assassinados este sábado nos arredores de Samarra, 110 quilômetros ao norte de Bagdá. Dois civis morreram e 23 ficaram feridos em explosões registradas na capital iraquiana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA transferem ao Iraque o controle da desativada Abu Ghraib

Da AFP

02/09/2006 | 09:59


Os Estados Unidos passaram ao Iraque o controle da prisão de Abu Ghraib, símbolo de violações dos direitos humanos sob o regime de Saddam Hussein e também durante a ocupação norte-americana. As autoridades dos EUA anunciaram em março que o fechamento de Abu Ghraib aconteceria dentro de três meses.

"A prisão de Abu Ghraib foi oficialmente transferida na sexta-feira às autoridades iraquianas pelas forças da coalizão. Agora a penitenciária está sob controle da administração iraquiana", disse o porta-voz do governo, Ali Al Dabaqh. "Esta penitenciária foi cenário de várias violações dos direitos humanos durante o antigo regime de Saddam Hussein e também sob a autoridade das tropas americanas", denunciou o porta-voz.

Na ditadura de Saddam Hussein, milhares de prisioneiros políticos foram torturados e executados em Abu Ghraib, um presídio situado na cidade homônima, a 30 quilômetros de Bagdá.

A prisão se transformou em 2004 em um símbolo negativo da ocupação americana do país para muitos iraquianos, depois da divulgação dos abusos infligidos a prisioneiros por militares dos Estados Unidos. As fotos de presos iraquianos maltratados por militares americanos provocaram um escândalo mundial. Washington tentou apresentar os fatos como um escândalo limitado a militares isolados. Nove oficiais americanos foram condenados a penas que vão desde a expulsão do Exército a dez anos de prisão.

As Forças Americanas ainda mantêm o controle de três presídios no Iraque: Camp Bucca (sul), Fort Suse, no Curdistão (norte) e Camp Cropper, perto do aeroporto de Bagdá. Nestas prisões estão detidas importantes personalidades da antiga ditadura, incluindo o próprio Saddam Hussein. Na área militar, a instalação do Estado-Maior conjunto das Forças Armadas iraquianas foi adiado para domingo, sem explicações.

As forças iraquianas, integradas por 115 mil homens, dependem no momento das tropas americanas. O contratempo aconteceu em um momento em que o Iraque é afetado por uma onda de sangrentos ataques. Na quinta-feira, 85 pessoas morreram e outras 77 na quarta-feira.

Na manhã deste sábado, pelo menos 26 pessoas faleceram em vários atos de violência ao longo do país. Onze peregrinos paquistaneses e três indianos foram assassinados neste sábado no Iraque perto da cidade sagrada xiita de Kerbala, anunciou um porta-voz do ministério do Interior. Seis caminhoneiros, entre eles dois paquistaneses, foram assassinados este sábado nos arredores de Samarra, 110 quilômetros ao norte de Bagdá. Dois civis morreram e 23 ficaram feridos em explosões registradas na capital iraquiana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;