Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Buracos dificultam trânsito em via


Kelly Zucatelli
Do Diário do Grande ABC

09/05/2008 | 07:04


Paralelepípedos soltos, terra batida e buracos são problemas enfrentados por quem passa pela Rua Rosa Kasinski, em Mauá. A via, que fica próxima à estação de trem, é motivo de alerta para os motoristas, que na maioria das vezes têm de desviar das crateras.

Além dos caminhoneiros, pedestres também enfrentam dificuldades para superar o mato alto e o acúmulo de entulho. A região é uma área industrial, onde o trânsito de caminhões é freqüente e, por isso, a atenção deve ser redobrada.

"Ainda não tive problemas de estrago com meu caminhão, mas os buracos da rua podem prejudicar as mercadorias da carga", disse Jorge Cerqueira Costa.

A rua também é alvo de alagamentos em época de fortes chuvas. "Quando chove, os paralelepípedos soltos da rua chegam a rasgar os pneus. Além do pó, que também é prejudicial aos caminhões", disse o motorista Cláudio Fonseca.

Em nota, a Prefeitura informou, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, que está em processo de contratação da empresa que fará os reparos na rua. A administração, porém, não forneceu prazo para o início dos trabalhos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Buracos dificultam trânsito em via

Kelly Zucatelli
Do Diário do Grande ABC

09/05/2008 | 07:04


Paralelepípedos soltos, terra batida e buracos são problemas enfrentados por quem passa pela Rua Rosa Kasinski, em Mauá. A via, que fica próxima à estação de trem, é motivo de alerta para os motoristas, que na maioria das vezes têm de desviar das crateras.

Além dos caminhoneiros, pedestres também enfrentam dificuldades para superar o mato alto e o acúmulo de entulho. A região é uma área industrial, onde o trânsito de caminhões é freqüente e, por isso, a atenção deve ser redobrada.

"Ainda não tive problemas de estrago com meu caminhão, mas os buracos da rua podem prejudicar as mercadorias da carga", disse Jorge Cerqueira Costa.

A rua também é alvo de alagamentos em época de fortes chuvas. "Quando chove, os paralelepípedos soltos da rua chegam a rasgar os pneus. Além do pó, que também é prejudicial aos caminhões", disse o motorista Cláudio Fonseca.

Em nota, a Prefeitura informou, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, que está em processo de contratação da empresa que fará os reparos na rua. A administração, porém, não forneceu prazo para o início dos trabalhos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;