Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Vejo riscos de deterioração para o Japão, diz Kiuchi



19/09/2013 | 02:12


O membro do conselho do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Takahide Kiuchi, deu uma avaliação um pouco pessimista sobre as perspectivas para a economia japonesa em meio à uma desaceleração nas economias emergentes. Ele reforçou a sua preocupação com o compromisso do banco central de atingir a meta de inflação de 2% em dois anos por meio de uma flexibilização agressiva.

"Eu vejo mais riscos de deterioração da economia, principalmente em função das incertezas nas economias do exterior, especialmente nos países emergentes", afirmou Takahide Kiuchi, durante reunião com os líderes de negócios na cidade de Bali, na ilha de Hokkaido.

Além disso, Kiuchi disse que uma combinação entre uma flexibilização da política monetária agressiva e o compromisso do banco central para atingir a meta de inflação em dois anos aumenta os efeitos colaterais sobre a economia japonesa.

Durante a reunião de política monetária do BOJ, no início de setembro, Kiuchi afirmou mais uma vez que o compromisso do BC em atingir a meta da inflação poderia ser mais flexível, demonstrando preocupação de que a manutenção da taxa de juros por um longo período poderia ter efeitos adversos sobre a economia. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vejo riscos de deterioração para o Japão, diz Kiuchi


19/09/2013 | 02:12


O membro do conselho do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Takahide Kiuchi, deu uma avaliação um pouco pessimista sobre as perspectivas para a economia japonesa em meio à uma desaceleração nas economias emergentes. Ele reforçou a sua preocupação com o compromisso do banco central de atingir a meta de inflação de 2% em dois anos por meio de uma flexibilização agressiva.

"Eu vejo mais riscos de deterioração da economia, principalmente em função das incertezas nas economias do exterior, especialmente nos países emergentes", afirmou Takahide Kiuchi, durante reunião com os líderes de negócios na cidade de Bali, na ilha de Hokkaido.

Além disso, Kiuchi disse que uma combinação entre uma flexibilização da política monetária agressiva e o compromisso do banco central para atingir a meta de inflação em dois anos aumenta os efeitos colaterais sobre a economia japonesa.

Durante a reunião de política monetária do BOJ, no início de setembro, Kiuchi afirmou mais uma vez que o compromisso do BC em atingir a meta da inflação poderia ser mais flexível, demonstrando preocupação de que a manutenção da taxa de juros por um longo período poderia ter efeitos adversos sobre a economia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;