Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Explosão em fábrica na China deixa 9 mortos e 46 feridos


Das Agências

30/12/2001 | 15:03


A explosão de uma fábrica de explosivos neste domingo na província de Jiangxi (Sudeste da China) provocou nove mortes e deixou 46 feridos, segundo um balanço parcial feito pelas autoridades locais, informou a agência Nova China.

Uma primeira explosão num depósito provocou uma série de outras que destruíram dez edifícios da fábrica, que fica na localidade de Huangmao, distrito de Wanzai.

As explosões provocaram violentos tremores, sentidos a 60 km de distância, segundo um morador citado pelo jornal de Cantão (Sul) Yangcheng Wanbao.

O secretário do partido comunista de Jiangxi, Meng Jianzhu, e o governador da província, Huang Zhiquan, foram ao local do acidente.

No dia 6 de março, 50 pessoas morreram em Fanglin, também na província de Jiangxi, numa explosão, segundo dois jornais chineses, provocada por dois explosivos fabricados na escola por alunos, fato que as autoridades jamais reconheceram.

O primeiro-ministro chinês Zhu Rongji admitiu, entretanto, que explosivos foram fabricados nesta escola até 1999.

Em setembro, duas explosões de oficinas clandestinas, nas quais eram fabricados fogos de artifício, provocaram 20 mortes no Centro da China. No final de novembro, outra explosão, numa fábrica de foguetes na Mongólia (Norte), provocou a morte de duas mulheres e deixou vários feridos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Explosão em fábrica na China deixa 9 mortos e 46 feridos

Das Agências

30/12/2001 | 15:03


A explosão de uma fábrica de explosivos neste domingo na província de Jiangxi (Sudeste da China) provocou nove mortes e deixou 46 feridos, segundo um balanço parcial feito pelas autoridades locais, informou a agência Nova China.

Uma primeira explosão num depósito provocou uma série de outras que destruíram dez edifícios da fábrica, que fica na localidade de Huangmao, distrito de Wanzai.

As explosões provocaram violentos tremores, sentidos a 60 km de distância, segundo um morador citado pelo jornal de Cantão (Sul) Yangcheng Wanbao.

O secretário do partido comunista de Jiangxi, Meng Jianzhu, e o governador da província, Huang Zhiquan, foram ao local do acidente.

No dia 6 de março, 50 pessoas morreram em Fanglin, também na província de Jiangxi, numa explosão, segundo dois jornais chineses, provocada por dois explosivos fabricados na escola por alunos, fato que as autoridades jamais reconheceram.

O primeiro-ministro chinês Zhu Rongji admitiu, entretanto, que explosivos foram fabricados nesta escola até 1999.

Em setembro, duas explosões de oficinas clandestinas, nas quais eram fabricados fogos de artifício, provocaram 20 mortes no Centro da China. No final de novembro, outra explosão, numa fábrica de foguetes na Mongólia (Norte), provocou a morte de duas mulheres e deixou vários feridos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;