Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Prefeituras ajudam as MPEs a exportar


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

27/08/2007 | 07:03


Com o suporte de programas de apoio à exportação de prefeituras do Grande ABC, pequenas indústrias da região mantêm os esforços para vencer o desafio do dólar baixo e da forte concorrência no exterior.

É o caso da pequena confecção andreense Maria Chickinha, que está em vias de ingressar no mercado japonês.

A empresa, dedicada à produção de biquínis, preparou-se com cursos gratuitos oferecidos pelo SAX (Sistema de Apoio à Exportação), de Santo André, ao longo deste ano.

“Tivemos orientações de como formar os preços, pesquisar clientes e estruturar nosso departamento de exportação. Nesse meio tempo, uma companhia japonesa nos contatou, interessada por nossa linha de biquínis”, disse o gerente comercial, Geraldo Andrade.

Com criação própria e itens diferenciados, “com bordados e aplicações”, a Maria Chickinha deve ter os primeiros pedidos (de 2.000 peças por mês) para aquele mercado já em setembro.

RADAR

Algumas pequenas empresas que já exportam também recorrem aos serviços municipais para buscar orientações.

A fabricante de máquinas alimentícias Instec, de Mauá, resolveu recorrer ao Maex (Mauá Apoio à Exportação) por conta de mudanças nas normas de aduana.

“Antes não era necessário ter o Radar (Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros), o cadastro que dá acesso ao Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior). Tivemos o apoio do Maex para isso”, relata o diretor da Instec, Antônio Carlos Ribeiro.

A empresa vende máquinas para produção de macarrão e de biscoitos e peças sobressalentes e hoje atende no exterior apenas o mercado paraguaio, que corresponde a 10% de seu faturamento.

No entanto, já foi sondada para vender seus produtos na Argentina e no Uruguai.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeituras ajudam as MPEs a exportar

Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

27/08/2007 | 07:03


Com o suporte de programas de apoio à exportação de prefeituras do Grande ABC, pequenas indústrias da região mantêm os esforços para vencer o desafio do dólar baixo e da forte concorrência no exterior.

É o caso da pequena confecção andreense Maria Chickinha, que está em vias de ingressar no mercado japonês.

A empresa, dedicada à produção de biquínis, preparou-se com cursos gratuitos oferecidos pelo SAX (Sistema de Apoio à Exportação), de Santo André, ao longo deste ano.

“Tivemos orientações de como formar os preços, pesquisar clientes e estruturar nosso departamento de exportação. Nesse meio tempo, uma companhia japonesa nos contatou, interessada por nossa linha de biquínis”, disse o gerente comercial, Geraldo Andrade.

Com criação própria e itens diferenciados, “com bordados e aplicações”, a Maria Chickinha deve ter os primeiros pedidos (de 2.000 peças por mês) para aquele mercado já em setembro.

RADAR

Algumas pequenas empresas que já exportam também recorrem aos serviços municipais para buscar orientações.

A fabricante de máquinas alimentícias Instec, de Mauá, resolveu recorrer ao Maex (Mauá Apoio à Exportação) por conta de mudanças nas normas de aduana.

“Antes não era necessário ter o Radar (Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros), o cadastro que dá acesso ao Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior). Tivemos o apoio do Maex para isso”, relata o diretor da Instec, Antônio Carlos Ribeiro.

A empresa vende máquinas para produção de macarrão e de biscoitos e peças sobressalentes e hoje atende no exterior apenas o mercado paraguaio, que corresponde a 10% de seu faturamento.

No entanto, já foi sondada para vender seus produtos na Argentina e no Uruguai.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;