Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

TVs já buscam alternativas para manter o futebol noturno


Das Agências

18/05/2001 | 00:34


As redes de TVs vão pagar geradores próprios nos estádios em que estão previstas partidas com transmissão direta, o que possibilitará jogos noturnos, apesar da proibição do governo de se fornecer energia elétrica para eventos esportivos depois das 18h. Representantes da Rede Globo e da Traffic, que juntas detêm os direitos de todas as competições, afirmaram que essa é a primeira alternativa para resolver o problema. Uma segunda opção seria transferir alguns jogos para a Região Sul, que não será afetada pelo racionamento.

O diretor da Globo Esportes, Telmo Zaninni, disse que a emissora cobrirá os custos de geradores para “as duas ou três partidas” que vão ser transmitidas em cada meio de semana. Os outros jogos de cada rodada devem ser realizados à tarde, a não ser que os clubes paguem geradores.

O presidente e dono da Traffic, J. Ávila, também pretende investir nos geradores para manter no horário noturno as partidas das Copas Mercosul e Libertadores.

Os dois representantes das emissoras disseram que os jogos podem ser transferidos para o Sul se os custos forem menores.

Segundo a General Eletric, o aluguel mensal de um gerador a diesel gira em torno de R$ 40 mil. A compra de um gerador custaria R$ 1,3 milhão. O governador do Estado, Anthony Garotinho, disse que vai pagar, com recursos públicos, os geradores a serem utilizados no Maracanã.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

TVs já buscam alternativas para manter o futebol noturno

Das Agências

18/05/2001 | 00:34


As redes de TVs vão pagar geradores próprios nos estádios em que estão previstas partidas com transmissão direta, o que possibilitará jogos noturnos, apesar da proibição do governo de se fornecer energia elétrica para eventos esportivos depois das 18h. Representantes da Rede Globo e da Traffic, que juntas detêm os direitos de todas as competições, afirmaram que essa é a primeira alternativa para resolver o problema. Uma segunda opção seria transferir alguns jogos para a Região Sul, que não será afetada pelo racionamento.

O diretor da Globo Esportes, Telmo Zaninni, disse que a emissora cobrirá os custos de geradores para “as duas ou três partidas” que vão ser transmitidas em cada meio de semana. Os outros jogos de cada rodada devem ser realizados à tarde, a não ser que os clubes paguem geradores.

O presidente e dono da Traffic, J. Ávila, também pretende investir nos geradores para manter no horário noturno as partidas das Copas Mercosul e Libertadores.

Os dois representantes das emissoras disseram que os jogos podem ser transferidos para o Sul se os custos forem menores.

Segundo a General Eletric, o aluguel mensal de um gerador a diesel gira em torno de R$ 40 mil. A compra de um gerador custaria R$ 1,3 milhão. O governador do Estado, Anthony Garotinho, disse que vai pagar, com recursos públicos, os geradores a serem utilizados no Maracanã.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;