Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Governador do Amapá pode ser julgado à revelia


Do Diário OnLine

14/02/2001 | 12:08


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai notificar por edital o governador do Amapá, João Alberto Rodrigues Capiberibe, das acusações de calúnia e difamação que constam da queixa-crime apresentada no ano passado pela então presidente do Tribunal de Contas do Estado, Margarete Salomão de Santana. Se o governador não comparecer à intimação da Justiça, poderá ser julgado à revelia, segundo informações do STJ.

A decisão foi tomada pelo ministro Edson Vidigal depois que o governador se recusou a receber os oficiais de justiça e a assinar o mandado de notificação das acusações contra ele.

De acordo com a queixa-crime, Capiberibe acusou a presidente do Tribunal de Contas do estado de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e corrupção.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governador do Amapá pode ser julgado à revelia

Do Diário OnLine

14/02/2001 | 12:08


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai notificar por edital o governador do Amapá, João Alberto Rodrigues Capiberibe, das acusações de calúnia e difamação que constam da queixa-crime apresentada no ano passado pela então presidente do Tribunal de Contas do Estado, Margarete Salomão de Santana. Se o governador não comparecer à intimação da Justiça, poderá ser julgado à revelia, segundo informações do STJ.

A decisão foi tomada pelo ministro Edson Vidigal depois que o governador se recusou a receber os oficiais de justiça e a assinar o mandado de notificação das acusações contra ele.

De acordo com a queixa-crime, Capiberibe acusou a presidente do Tribunal de Contas do estado de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e corrupção.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;