Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Água Santa nega uso de mala branca

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presidente Paulo Sirqueira garantiu que o incentivo
não será utilizado; clube depende só de si para subir


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

24/04/2015 | 07:00


A famosa mala branca – incentivo monetário oferecido a uma equipe para que ela dificulte o jogo contra um adversário direto do interessado – vem à tona em retas finais de campeonatos e em relação à Série A-2 do Paulista não é diferente. Porém, Paulo Sirqueira, presidente do Água Santa – que briga diretamente pelo acesso –, garante que o recurso não será utilizado pela equipe de Diadema para ajudar na conquista da vaga na elite estadual.

“Não vejo isso (mala branca) acontecendo. Hoje, (o acesso) só depende do próprio Água Santa. Se a gente conquistar duas vitórias, subimos independentemente dos resultados, porque Independente e Oeste vão se eliminar na última partida. Quando a gente começa a se preocupar com isso, podemos contaminar o elenco”, avaliou ele.

Sirqueira também afirmou que não acredita que a prática possa influenciar o resultado de um jogo.

“Pode ter mala branca, azul, amarela... Não é por que uma equipe mande para outra que vai acontecer a vitória, porque o jogo acontece dentro de campo. Temos de ganhar independentemente do que acontece fora das quatro linhas. Aposto bastante na nossa equipe”, comentou.

Questionado sobre a ética da prática, o presidente do Netuno evitou comentar. “Posso magoar alguém e podem achar que somos melhores que alguém. Não vou dizer se está certo ou não”, desconversou.

Para chegar à Série A-1 do Campeonato Paulista, o Água Santa necessita apenas de duas vitórias em duas partidas contra equipes da parte inferior da tabela e joga uma delas em casa, contra o Monte Azul, o 13º, amanhã.

Já na última rodada, o Netuno vai a Rio Claro pegar o Velo Clube, o 17º.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Água Santa nega uso de mala branca

Presidente Paulo Sirqueira garantiu que o incentivo
não será utilizado; clube depende só de si para subir

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

24/04/2015 | 07:00


A famosa mala branca – incentivo monetário oferecido a uma equipe para que ela dificulte o jogo contra um adversário direto do interessado – vem à tona em retas finais de campeonatos e em relação à Série A-2 do Paulista não é diferente. Porém, Paulo Sirqueira, presidente do Água Santa – que briga diretamente pelo acesso –, garante que o recurso não será utilizado pela equipe de Diadema para ajudar na conquista da vaga na elite estadual.

“Não vejo isso (mala branca) acontecendo. Hoje, (o acesso) só depende do próprio Água Santa. Se a gente conquistar duas vitórias, subimos independentemente dos resultados, porque Independente e Oeste vão se eliminar na última partida. Quando a gente começa a se preocupar com isso, podemos contaminar o elenco”, avaliou ele.

Sirqueira também afirmou que não acredita que a prática possa influenciar o resultado de um jogo.

“Pode ter mala branca, azul, amarela... Não é por que uma equipe mande para outra que vai acontecer a vitória, porque o jogo acontece dentro de campo. Temos de ganhar independentemente do que acontece fora das quatro linhas. Aposto bastante na nossa equipe”, comentou.

Questionado sobre a ética da prática, o presidente do Netuno evitou comentar. “Posso magoar alguém e podem achar que somos melhores que alguém. Não vou dizer se está certo ou não”, desconversou.

Para chegar à Série A-1 do Campeonato Paulista, o Água Santa necessita apenas de duas vitórias em duas partidas contra equipes da parte inferior da tabela e joga uma delas em casa, contra o Monte Azul, o 13º, amanhã.

Já na última rodada, o Netuno vai a Rio Claro pegar o Velo Clube, o 17º.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;