Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Atlético-MG leva a melhor no duelo de líderes contra o Verdão

Reprodução/Twitter/Atlético Mineiro Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


14/08/2021 | 21:28


No jogo mais importante do Campeonato Brasileiro até agora para Atlético-MG e Palmeiras, a equipe mineira, que já era líder do torneio, foi muito mais contundente em campo, aproveitou das falhas do adversário, que ficou com um jogador a menos ainda no primeiro tempo, e venceu por 2 a 0 o jogo disputado na noite deste sábado no Mineirão. Agora, o time do técnico Cuca abriu cinco pontos na ponta.

Fez diferença para o resultado a expulsão precoce de Patrick de Paula, que levou dois amarelos. O segundo deles depois de escorregar e atingir sem querer o jogador do Atlético. O árbitro Bruno Arleu de Araújo estava de costas para o lance e nem havia marcado falta, mas mudou de ideia e resolveu expulsar o jovem meio-campista depois da pressão dos atleticanos para a revoltar de Abel Ferreira, que também recebeu o vermelho.

Após a partida, o lateral Gabriel Menino lamentou o resultado. "A gente falhou defensivamente, não cumprimos o que treinamos e perdemos. O árbitro também deixou um pouco a desejar, mas agora é pensar na Libertadores."

O técnico Abel Ferreira optou por poupar alguns titulares para o duelo de terça-feira contra o São Paulo, pela Libertadores. O português mandou a campo um time para tentar vencer o jogo nos contra-ataques, mas a transição palmeirense entre defesa, meio-campo e ataque inexistiu durante os 90 minutos.

No começo da partida, o Atlético-MG mostrou que iria para o ataque. Com Tchê Tchê e Nacho Fernandez carregando a bola no meio e Hulk voltando para buscar jogo, o Palmeiras recuou demais. Quase todo dentro da área, o time não tinha saída de bola e apenas observava o rival jogar.

O time alviverde teve apenas duas chances em contra-ataques, mas em um Wesley errou o último passe e no outro Gabriel Menino arriscou de fora da área, mas o chute saiu fraco e ficou fácil para o goleiro Everson.

Para piorar, o comandante do Palmeiras, mais uma vez, mostrou-se muito irritado com a arbitragem. Reclamou no começo do jogo com o quarto árbitro e tomou uma chamada de Bruno Arleu de Araujo, juiz da partida. Pouco tempo depois, levou cartão amarelo, assim como o volante Patrick de Paula havia levado aos 14 minutos, após falta dura em Nathan Silva.

Aos 34, Patrick de Paula foi dividir a bola com Jair, escorregou e atingiu o jogador do Atlético-MG. O árbitro deu o segundo cartão amarelo e mandou o meio-campista para o vestiário.

O lance fez o técnico Abel Ferreira reclamar muito com a arbitragem e o treinador do Palmeiras, mais uma vez, acabou expulso da partida pelo seu comportamento.

O desequilíbrio do treinador chegou aos jogadores, que não conseguiram descer para o intervalo com a vantagem no placar. Se aos 43 Vargas exigiu boa defesa de Weverton em chute de longe e aos 44 Jair perdeu gol feito após cabecear com muito perigo, aos 47 o Atlético-MG abriu o placar. Guilherme Arana avançou como quis pela esquerda e cruzou rasteiro até Savarino, sozinho quase dentro da pequena área, apenas escorar para o gol.

O intervalo, que deveria servir para o Palmeiras se reorganizar, pouco mudou no panorama da partida. De nada adiantou Abel Ferreira mandar a campo Luan, Zé Rafael e Rony, pois mais uma vez a transição e as jogadas de meio de campo não existiram para o Palmeiras

O resultado foi uma atuação mais uma vez consistente do Atlético-MG. Aos 16 minutos, mais uma vez Guilherme Arana avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Savarino só escorar para anotar o segundo gol da equipe mineira. Para piorar ainda mais, de novo, a situação do Alviverde, no lance o goleiro Weverton se machucou com gravidade e precisou ser substituído por Jailson.

Depois disso, o Atlético-MG levou a partida de forma muito tranquila, não sofreu nenhum lance de perigo e levou para casa os três pontos e a liderança com cinco pontos de vantagem. Ao Palmeiras resta se levantar para o duelo de terça-feira, que pode ser decisivo para a temporada do clube.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 0 PALMEIRAS

ATLÉTICO-MG - Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Arana; Jair (Borrero), Tchê Tchê, Nacho Fernández (Calebe) e Savarino (Nathan); Hulk (Sasha) e Vargas (Keno). Técnico: Cuca.

PALMEIRAS - Weverton (Jailson); Gabriel Menino, Felipe Melo, Gómez e Piquerez; Patrick de Paula, Scarpa (Danilo Barbosa) e Verón (Zé Rafael); Willian (Luan) e Wesley (Rony). Técnico: Abel Ferreira

GOLS - Savarino, aos 47 do primeiro tempo e aos 16 do segundo tempo.

ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araújo (Fifa/RJ)

CARTÕES AMARELOS - Patrick de Paula e Nacho Fernández.

CARTÃO VERMELHO - Patrick de Paula

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;