Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

ABC tem êxito no combate à hanseníase


Renata Gonçalez
Do Diário do Grande ABC

16/02/2005 | 14:28


Dados divulgados recentemente – durante o lançamento do Programa Nacional de Eliminação da Hanseníase – apontam um fator positivo na área da saúde no Grande ABC: a região tem o menor índice de hanseníase de todo o Estado. Juntas, as sete cidades somam 139 casos diagnosticados, todos em tratamento. A prevalência da doença é de 0,53 caso por grupo 10 mil habitantes, o que supera a meta estabelecida como ideal pela OMS (Organização Mundial de Saúde): um caso por 10 mil habitantes.

Os números são relativos ao último balanço fechado, do ano passado (veja quadro abaixo). Em Santo André e Ribeirão Pires, dados mais atualizados indicam que a incidência de hanseníase tende a cair mais. Dos 27 casos registrados no ano passado na primeira cidade, apenas um continua em tratamento. Em Ribeirão, o índice caiu de cinco portadores de hanseníase para nenhum paciente.

Médicos que atuam diretamente no combate à doença atribuem o sucesso do tratamento à rapidez no diagnóstico e ao controle da enfermidade. “Quanto mais rápida a introdução de medicamentos, maiores são chances de cura sem deixar seqüelas. Desta forma, eliminam-se também os focos de transmissão na família e na comunidade”, disse o secretário de Vigilância em Saúde do governo federal, Jarbas Barbosa.

Popularmente conhecida como lepra, a hanseníase é causada pelo bacilo de Hansen, cujo contágio se dá por vias aéreas. Ainda cercada por tabus e associada à pobreza, a doença atinge o sistema nervoso e pode comprometer os movimentos dos membros. As pessoas que apresentarem sintomas devem se dirigir à unidade de saúde mais próxima para avaliação.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;