Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Coincidência marca Leão em Sta.Catarina


Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

04/08/2006 | 07:42


O jogo de sábado contra o Figueirense, em Florianópolis, marcará o reencontro do técnico do São Caetano, Emerson Leão, com o estádio onde ele iniciou e terminou sua trajetória à frente do Palmeiras, seu último clube antes de assumir o Azulão. E as lembranças que o treinador tem do Orlando Scarpelli são totalmente distintas. "A penúltima vez em que estive lá, eu dei uma goleada. Mas na última, fui goleado", recorda-se.

Leão reconhece a força do adversário, oitavo colocado do Campeonato Brasileiro com 21 pontos, mas espera dar o troco no rival para apagar a derrota por 6 a 1 sofrida no dia 22 de abril que provocou sua demissão do Palmeiras. "Eles têm um time que joga um futebol coletivo e que está junto há bastante tempo", disse o treinador.

A seu favor, Leão tem o fato de o Figueirense não poder contar sábado com dois destaques daquela goleada do primeiro semestre. O lateral-esquerdo Fininho, autor de um gol, e o atacante Schwenk, que balançou as redes duas vezes, terão de cumprir suspensão, assim como o lateral-direito Flávio.

O São Caetano, em contrapartida, estará completo. Leão não tem problemas com atletas suspensos e deve repetir a formação que empatou no último sábado com o Ponte Preta por 1 a 1 no Anacleto Campanella. A definição da equipe titular vai acontecer no treinamento de sexta-feira pela manhã – logo em seguida o time embarca para Florianópolis.

Na capital catarinense, o treinador espera encontrar um clima mais quente do que o de São Caetano, principalmente sábado às 16h, no horário do jogo. "Ouvi no rádio que o tempo vai melhorar e no sábado (amanhã) vai estar bom lá em Florianópolis. Isso é bom, apesar de não fazer muita diferença dentro de campo. E mesmo que a temperatura esteja entre 15º C e 10º C, os jogadores estão acostumados. É tudo igual para os dois lados. Problema é jogar no gelo contra os esquimós", disse. O Azulão é o 12º colocado do Nacional com 17 pontos e está invicto há seis rodadas.

Déjà vu – Se as lembranças do último jogo de Emerson Leão no Orlando Scarpelli não são nada agradáveis, o treinador tem boas recordações da penúltima vez em que esteve no estádio. No dia 20 de julho de 2005, ele fez sua estréia no Palmeiras com uma goleada por 4 a 1 sobre o Figueirense.

Coincidentemente, o árbitro daquela partida, Djalma José Beltrami (RJ), foi sorteado quinta-feira pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para apitar sábado o jogo do Azulão em Florianópolis.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;