Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Presidente do PT,
Salatiel reclama
de interferência

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Articulações feitas de ‘cima para baixo’ incomodam o dirigente petista de São Bernardo


Rogério Santos
Do Diário do Grande ABC

14/06/2013 | 00:05


Perto de deixar o comando do PT de São Bernardo, Wanderley Salatiel está incomodado com articulações políticas que estão sendo realizadas sem diálogo com a direção da legenda. “A ordem natural das coisas é o cachorro balançar o rabo e não o contrário”, desabafou.


O dirigente petista evita criticar os aliados, mas não esconde o descontentamento com a iminente candidatura a deputado estadual do presidente do São Bernardo Futebol Clube, Luiz Fernando Teixeira, arquitetada nos bastidores pelo prefeito Luiz Marinho (PT).


“Não tenho nada contra ele (Luiz Fernando). Esse tipo de discussão deve ser feito de forma coletiva”, avalia Salatiel. A preferência do chefe do Executivo pelo dirigente esportivo estremeceu o diretório petista. O presidente da sigla pretende se encontrar com Marinho para discutir o assunto. “Existem questões que devem ser discutidas coletivamente.”


A definição sobre os candidatos petistas a uma cadeira na Assembleia Legislativa é um dos assuntos mais discutidos por Marinho.


Por enquanto, somente a deputada estadual Ana do Carmo tem legenda assegurada para disputar a reeleição. O dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Teonílio Monteiro da Costa, o Barba, e o vereador José Ferreira também almejam disputar a eleição com vistas ao Parlamento paulista.


Defensor ferrenho de apenas duas candidaturas a deputado estadual, Salatiel critica a abertura do leque. “É um retrocesso lançar três candidatos ou mais. Temos de pensar numa perspectiva coletiva e não em projetos pessoais”, ponderou.


Na avaliação do petista, o excesso de candidaturas tende a causar desgaste no partido e pode até comprometer a representação da legenda no Parlamento paulista.

REBELDIA
Essa não é a primeira vez que Salatiel critica movimentações internas no PT feitas à revelia do diretório local.
Em novembro do ano passado ele se mostrou contrário ao boom de filiações realizadas visando o PED (Processo de Eleição Direta), para escolher o novo presidente do diretório petista, que será realizado em novembro.
Até 30 de outubro – limite partidário para validar novas filiações – o diretório são-bernardense recebeu ofício de 1.500 pedidos para engrossar a listagem petista.


Na época ocorreram relatos de pressão sobre funcionários da Prefeitura e militantes que atuaram na campanha de reeleição de Marinho para se filiarem ao PT e, dessa forma, terem condições de votar no PED.


Braz Marinho, irmão do prefeito, é o candidato que representa os interesses do governo no pleito interno para comandar o diretório petista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente do PT,
Salatiel reclama
de interferência

Articulações feitas de ‘cima para baixo’ incomodam o dirigente petista de São Bernardo

Rogério Santos
Do Diário do Grande ABC

14/06/2013 | 00:05


Perto de deixar o comando do PT de São Bernardo, Wanderley Salatiel está incomodado com articulações políticas que estão sendo realizadas sem diálogo com a direção da legenda. “A ordem natural das coisas é o cachorro balançar o rabo e não o contrário”, desabafou.


O dirigente petista evita criticar os aliados, mas não esconde o descontentamento com a iminente candidatura a deputado estadual do presidente do São Bernardo Futebol Clube, Luiz Fernando Teixeira, arquitetada nos bastidores pelo prefeito Luiz Marinho (PT).


“Não tenho nada contra ele (Luiz Fernando). Esse tipo de discussão deve ser feito de forma coletiva”, avalia Salatiel. A preferência do chefe do Executivo pelo dirigente esportivo estremeceu o diretório petista. O presidente da sigla pretende se encontrar com Marinho para discutir o assunto. “Existem questões que devem ser discutidas coletivamente.”


A definição sobre os candidatos petistas a uma cadeira na Assembleia Legislativa é um dos assuntos mais discutidos por Marinho.


Por enquanto, somente a deputada estadual Ana do Carmo tem legenda assegurada para disputar a reeleição. O dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Teonílio Monteiro da Costa, o Barba, e o vereador José Ferreira também almejam disputar a eleição com vistas ao Parlamento paulista.


Defensor ferrenho de apenas duas candidaturas a deputado estadual, Salatiel critica a abertura do leque. “É um retrocesso lançar três candidatos ou mais. Temos de pensar numa perspectiva coletiva e não em projetos pessoais”, ponderou.


Na avaliação do petista, o excesso de candidaturas tende a causar desgaste no partido e pode até comprometer a representação da legenda no Parlamento paulista.

REBELDIA
Essa não é a primeira vez que Salatiel critica movimentações internas no PT feitas à revelia do diretório local.
Em novembro do ano passado ele se mostrou contrário ao boom de filiações realizadas visando o PED (Processo de Eleição Direta), para escolher o novo presidente do diretório petista, que será realizado em novembro.
Até 30 de outubro – limite partidário para validar novas filiações – o diretório são-bernardense recebeu ofício de 1.500 pedidos para engrossar a listagem petista.


Na época ocorreram relatos de pressão sobre funcionários da Prefeitura e militantes que atuaram na campanha de reeleição de Marinho para se filiarem ao PT e, dessa forma, terem condições de votar no PED.


Braz Marinho, irmão do prefeito, é o candidato que representa os interesses do governo no pleito interno para comandar o diretório petista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;