Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Isençao de IPTU a empresas é aprovada em Mauá


Vinícius Casagrande
Da Redaçao

13/09/2000 | 00:28


A Câmara de Mauá aprovou nesta terça o projeto do vereador Luiz Carlos Pegoraro (PSDB) que prevê isençao parcial de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) às empresas situadas no chamado Cinturao Verde de Mauá. Segundo o tucano, a maior parte da área é de proteçao ambiental e as indústrias nao podem utilizá-las, mas pagam o imposto de forma integral. A situaçao, segundo Pegoraro, poderá causar a saída de diversas empresas do município devido ao alto custo do imposto.

O vereador, no entanto, disse acreditar que o projeto seja vetado pelo prefeito em exercício, Márcio Chaves, e que a atitude foi mais uma forma de pressionar a Prefeitura para evitar que as empresas se transfiram para outros municípios da regiao.

O tucano disse que pretende elaborar um requerimento de informaçao sobre a situaçao de pagamento das empresas instaladas na regiao. Pegoraro disse acreditar que muitas delas estejam em débito com a Prefeitura.

O vereador afirmou que a aprovaçao do projeto possa possibilitar uma açao judicial para diminuiçao do valor cobrado. "Os empresários têm de exigir que o valor cobrado diminua, pois o valor venal da área é muito alto", afirmou.

A assessoria de imprensa da Prefeitura afirmou ontem que ainda nao há uma posiçao sobre o projeto. "Quando for encaminhado ao Executivo será analisado pela Secretaria de Assuntos Jurídicos para decidir se será sancionado ou vetado."

Piscinao - A Câmara foi tomada nesta terça por cerca de 100 pessoas que reivindicavam a aprovaçao imediata do projeto do Executivo que permite a construçao de mais um piscinao de contençao de enchentes no município. Com a manifestaçao, a Câmara virou um palanque político.

O projeto está emperrado na Câmara, pois o vereadores de oposiçao alegam que a Prefeitura nao encaminhou diversos documentos para uma análise mais precisa do Legislativo. Apesar do impasse, os 21 parlamentares se dizem favoráveis ao projeto. A votaçao somente deverá acontecer na sessao da próxima terça-feira.

Para resolver o problema, o vereador Donisete Braga (PT) sugeriu uma audiência pública na Câmara com a presença da Secretaria de Recursos Hídricos do Estado, da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, os parlamentares e a comunidade.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;