Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Documentário conserva carisma dos Mamonas Assassinas


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

17/06/2011 | 07:00


O Mamonas Assassinas surgiu como fenômeno musical. Assim como sua ascensão ao estrelato, o fim trágico do quinteto também não tardou a vir. O documentário "Mamonas Pra Sempre!", que conta com uma cópia no Grande ABC, em São Bernardo, relembra a meteórica carreira.

O filme de Claudio Kahns traz registro dos bastidores da loucura que se tornou a vida de Dinho (voz), Bento (guitarra), Samuel (baixo), Júlio (teclado) e Sérgio (bateria) entre 1995 e 1996. O rápido sucesso das canções repletas de bom humor de seu primeiro álbum, gravado nos Estados Unidos, fez com que se tornassem os principais artistas do momento. O filme mostra que a linha irreverente surgiu após não emplacarem, em tom sério, na Utopia, banda que deu origem aos Mamonas.

Entre as revelações está o acordo de que os integrantes não poderiam namorar, já que qualquer compromisso poderia comprometer as bagunças na estrada. O relacionamento de Dinho com a modelo Valéria Zopello rendeu sérias conversas entre os amigos.

Um dos pontos altos acompanha o retorno do grupo a Guarulhos. O show no ginásio da cidade natal foi pontuado pela emoção, principalmente por parte do vocalista. Em momento de revolta, Dinho inicia duro discurso, mas finaliza que os sonhos podem se realizar.
O carisma dos garotos em frente às câmeras sempre foi notório e o estilo brincalhão se mantinha no convívio pessoal. O documentário é eficiente em manter o espírito dessa época em que todos eram loucos por eles.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Documentário conserva carisma dos Mamonas Assassinas

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

17/06/2011 | 07:00


O Mamonas Assassinas surgiu como fenômeno musical. Assim como sua ascensão ao estrelato, o fim trágico do quinteto também não tardou a vir. O documentário "Mamonas Pra Sempre!", que conta com uma cópia no Grande ABC, em São Bernardo, relembra a meteórica carreira.

O filme de Claudio Kahns traz registro dos bastidores da loucura que se tornou a vida de Dinho (voz), Bento (guitarra), Samuel (baixo), Júlio (teclado) e Sérgio (bateria) entre 1995 e 1996. O rápido sucesso das canções repletas de bom humor de seu primeiro álbum, gravado nos Estados Unidos, fez com que se tornassem os principais artistas do momento. O filme mostra que a linha irreverente surgiu após não emplacarem, em tom sério, na Utopia, banda que deu origem aos Mamonas.

Entre as revelações está o acordo de que os integrantes não poderiam namorar, já que qualquer compromisso poderia comprometer as bagunças na estrada. O relacionamento de Dinho com a modelo Valéria Zopello rendeu sérias conversas entre os amigos.

Um dos pontos altos acompanha o retorno do grupo a Guarulhos. O show no ginásio da cidade natal foi pontuado pela emoção, principalmente por parte do vocalista. Em momento de revolta, Dinho inicia duro discurso, mas finaliza que os sonhos podem se realizar.
O carisma dos garotos em frente às câmeras sempre foi notório e o estilo brincalhão se mantinha no convívio pessoal. O documentário é eficiente em manter o espírito dessa época em que todos eram loucos por eles.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;