Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Novo presidente da Bolívia convocará eleições


Do Diário OnLine
Com AFP

10/06/2005 | 08:37


O novo presidente da Bolívia, Eduardo Rodríguez, se comprometeu a convocar eleições gerais no país. Ele foi empossado no cargo na noite de quinta-feira, após o Congresso aceitar a renúncia de Carlos Mesa.

Rodríguez era o terceiro na linha de sucessão constitucional, porém os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, Hormando Vaca Diez e Mario Cossío, abdicaram de seus direitos de ocupar o posto de Mesa. Rodríguez aceitou a função porque, como presidente da Suprema Corte de Justiça, era o único com poder para antecipar as eleições.

O novo presidente é o terceiro do país desde agosto de 2002. Ele jamais exerceu atividades relacionadas à política — sua trajetória foi exclusivamente jurídica. Formado em Direito em 1981 pela Universidad Mayor de San Simón, chegou à Suprema Corte em 1999, para assumir sua presidência cinco anos depois. Rodríguez fez mestrado de Administração Pública na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e foi professor em várias universidades bolivianas.

No discurso de posse, Eduardo Rodríguez disse que exercerá um "mandato breve com a ajuda do Congresso" e defendeu um "grande acordo nacional". "Não tenho qualquer propósito político, partidário ou pessoal", destacou, pedindo a "cooperação solidária do povo boliviano".

Ao comentar o principal desejo dos manifestantes bolivianos, o novo presidente lembrou que a Constituição da Bolívia afirma que os hidrocarbonetos "são de domínio original do Estado".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Novo presidente da Bolívia convocará eleições

Do Diário OnLine
Com AFP

10/06/2005 | 08:37


O novo presidente da Bolívia, Eduardo Rodríguez, se comprometeu a convocar eleições gerais no país. Ele foi empossado no cargo na noite de quinta-feira, após o Congresso aceitar a renúncia de Carlos Mesa.

Rodríguez era o terceiro na linha de sucessão constitucional, porém os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, Hormando Vaca Diez e Mario Cossío, abdicaram de seus direitos de ocupar o posto de Mesa. Rodríguez aceitou a função porque, como presidente da Suprema Corte de Justiça, era o único com poder para antecipar as eleições.

O novo presidente é o terceiro do país desde agosto de 2002. Ele jamais exerceu atividades relacionadas à política — sua trajetória foi exclusivamente jurídica. Formado em Direito em 1981 pela Universidad Mayor de San Simón, chegou à Suprema Corte em 1999, para assumir sua presidência cinco anos depois. Rodríguez fez mestrado de Administração Pública na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e foi professor em várias universidades bolivianas.

No discurso de posse, Eduardo Rodríguez disse que exercerá um "mandato breve com a ajuda do Congresso" e defendeu um "grande acordo nacional". "Não tenho qualquer propósito político, partidário ou pessoal", destacou, pedindo a "cooperação solidária do povo boliviano".

Ao comentar o principal desejo dos manifestantes bolivianos, o novo presidente lembrou que a Constituição da Bolívia afirma que os hidrocarbonetos "são de domínio original do Estado".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;