Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Papa Francisco muda a cara da Igreja Católica na região

Jorge Mario Bergoglio, que completa hoje um ano de papado, cativa pela humildade


Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

13/03/2014 | 07:00


Com mensagem de humildade e tolerância, o papa Francisco completa hoje um ano como líder máximo da Igreja Católica no mundo. No Grande ABC, seu exemplo cativa e inspira fiéis a se tornarem pessoas melhores, acreditam lideranças religiosas.

O bispo dom Nelson Westrupp destaca a JMJ (Jornada Mundial da Juventude), realizada em julho do ano passado no Rio de Janeiro e em Aparecida, no interior paulista, como exemplo da mobilização em nome do argentino Jorge Mario Bergoglio. “Com seu dinamismo, sua simplicidade e popularidade, papa Francisco vem tocando os corações e entusiasmando as pessoas. Muitos jovens do Grande ABC se mobilizaram para comparecer à jornada e poder estar próximo ao papa.”

Dom Nelson afirma ainda que muitas pessoas iniciaram uma vida de maior participação na Igreja após ouvir os apelos do papa. “Seu jeito objetivo e humilde de falar ajuda as pessoas a se encontrar com Deus, a rever seus critérios de valores e a se solidarizar mais com o próximo. Nossas igrejas e capelas estão mais cheias. As pessoas têm procurado colocar em prática a sua fé.”

O bispo acredita que cabe agora aos fiéis se deixarem interpelar pelas mensagens e propostas concretas que o papa faz em suas falas e encontros e colocar isso em prática em suas vidas.

Para o padre Danilo Ravanello, da Matriz de Santo André, conhecida como igreja rosa, o fato de ser devoto de São Francisco explica a simplicidade do papa Francisco. “Ele já vivia esse modo de vida antes mesmo de ser papa. Seu jeito cativa pessoas de todas as classes sociais que buscam uma vida mais justa e uma maior interação com o ser humano, principalmente os mais necessitados.”

Padre Danilo acredita que a escolha do argentino ocorreu em boa hora. “Seu discurso traz a importância da Igreja e de seus preceitos para o cotidiano de todo o mundo.”

O padre Giuseppe Bortolato, da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem, a Matriz de São Bernardo, disse que papa Francisco trouxe um clima diferente à Igreja. “Percebemos que há mais abertura e incentivo ao diálogo, além de mais misericórdia e atenção para os pobres. Ele nos traz o retrato de Jesus e inspira os católicos a seguir seus passos e se tornarem pessoas melhores.”

Padre Giuseppe destaca também a importância do trabalho promovido por papa Francisco a fim de tirar religiosos corruptos do Vaticano. “Ele teve coragem para fazer o que era necessário.”

MUDANÇAS

Em um ano de papado, Bergoglio voltou a atrair fiéis para a Igreja Católica em todo o mundo. A audiência das atividades promovidas pelo Vaticano mais que quadruplicou e os acessos às redes sociais oficiais da Igreja dispararam. No fim de 2013, o papa Francisco foi escolhido como personalidade do ano pela revista Times.

Para promover mudanças na Cúria, o papa nomeou grupo de oito cardeais, de todos os continentes. Várias sugestões já começaram a ser implantadas, como a criação de secretaria especializada em assuntos financeiros.

No aspecto teológico, o papa Francisco também realizou mudanças. Para ele, a Igreja deve sair de si mesma e ir às periferias geográficas e existenciais, deve resgatar o cristianismo primitivo, baseado no ensinamento capital: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. E seus fiéis, na região e em todo o globo, têm entendido a mensagem. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;