Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

China registra mais 25 casos da pneumonia asiática


Da AFP

18/04/2003 | 10:26


A China anunciou que mais 25 pessoas contraíram a pneumonia asiática, o que aumentou para 1.482 o número de casos, 65 deles fatais, informou nesta sexta-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS).

A maior parte destes novos casos de Síndrome Respiratoria Aguda Severa foram registrados no Norte, 17 na província de Shanxi, informou a OMS, citando estatísticas do Ministéiro da Saúde chinês.

A província de Guangdong, no Sul, onde aparentemente a epidemia surgiu, continua sendo a mais afetada com 1.292 casos e 46 mortes. Na quarta-feira, a OMS acusou o governo chinês de minimizar o alcance da doença, principalmente em Pequim, e de esconder o número real de casos da doença.

Além da agência oficial China, que citou o governo da província de Sixuan, no Sudoeste, informou que uma morte aconteceu neste local, o que aumenta para 66 o número de mortos a nível nacional.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

China registra mais 25 casos da pneumonia asiática

Da AFP

18/04/2003 | 10:26


A China anunciou que mais 25 pessoas contraíram a pneumonia asiática, o que aumentou para 1.482 o número de casos, 65 deles fatais, informou nesta sexta-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS).

A maior parte destes novos casos de Síndrome Respiratoria Aguda Severa foram registrados no Norte, 17 na província de Shanxi, informou a OMS, citando estatísticas do Ministéiro da Saúde chinês.

A província de Guangdong, no Sul, onde aparentemente a epidemia surgiu, continua sendo a mais afetada com 1.292 casos e 46 mortes. Na quarta-feira, a OMS acusou o governo chinês de minimizar o alcance da doença, principalmente em Pequim, e de esconder o número real de casos da doença.

Além da agência oficial China, que citou o governo da província de Sixuan, no Sudoeste, informou que uma morte aconteceu neste local, o que aumenta para 66 o número de mortos a nível nacional.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;