Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Israelenses elegem primeiro-ministro e 120 deputados


Do Diário do Grande ABC

17/05/1999 | 09:12


Os eleitores israelenses comparecem às urnas esta segunda-feira, para eleger simultaneamente seu primeiro-ministro e os 120 deputados do Parlamento, enquanto as últimas pesquisas previam uma vitória do candidato trabalhista, Ehud Barak.

Aparentemente esperando uma mudança da situaçao, o primeiro-ministro atual, o conservador Benjamin Netanyahu, disse estar "em forma", ao votar numa escola de Jerusalém. Por outro lado Barak, seu rival, preferiu se mostrar prudente mas otimista, depois de votar na localidade onde mora, em Kokhav Yair, ao norte de Tel Aviv.

Cerca de 4,3 milhoes de eleitores foram convocados às urnas. Pela manha, a taxa de participaçao já havia alcançado 14% no meio da manha, segundo o Comitê eleitoral central. Segundo previsao dos especialistas, a participaçao deve superar 80%, ao final do dia.

Em Gaza, o presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, pediu aos israelenses que "votem pela paz". Com a declaraçao, Arafat deu apoio indireto a Ehud Barak.

Os israelenses devem depositar duas cédulas na urna: uma, amarela, com o nome do primeiro-ministro e outra, azul, com a lista para a Knesset.

A eleiçao para primeiro-ministro está limitada a apenas um turno, disputado entre Netanyahu e Barak, com a renúncia dos outros três candidatos no domingo. Os candidatos de 31 agremiaçoes disputam as 120 vagas para a Knesset.

Uma pesquisa de última hora, publicada na segunda-feira pelo jornal em língua inglesa, Jerusalem Post, dava a Barak 55% das intençoes de voto, contra 45% para Netanyahu. "As pesquisas sao sempre favoráveis à esquerda", afirma Netanyahu. Em busca do voto ultra-ortodoxo, Netanyahu foi ao Muro das Lamentaçoes, em Jerusalém, para depositar entre as pedras da muralha um pedaço de papel, em que escreveu seus desejos, e para rezar.

A um jornalista que perguntou a ele se esperava por um milagre, Netanyahu, que nao esconde suas opinioes laicas, respondeu: "venho sempre ao Muro". "Me sinto otimista, mas ainda há muito trabalho difícil a ser feito"', disse Barak numa coletiva de imprensa, depois de ter depositado seu voto. "Para mim, este voto representa a unidade e a mudança", afirmou.

As eleiçoes legislativas, por sua vez, devem desembocar numa Knesset mais dividida do que nunca, com um número recorde de partidos. As primeiras parciais da apuraçao das urnas serao divulgadas pelas duas cadeias de TV israelenses, às 22h locais (16h de Brasília).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Israelenses elegem primeiro-ministro e 120 deputados

Do Diário do Grande ABC

17/05/1999 | 09:12


Os eleitores israelenses comparecem às urnas esta segunda-feira, para eleger simultaneamente seu primeiro-ministro e os 120 deputados do Parlamento, enquanto as últimas pesquisas previam uma vitória do candidato trabalhista, Ehud Barak.

Aparentemente esperando uma mudança da situaçao, o primeiro-ministro atual, o conservador Benjamin Netanyahu, disse estar "em forma", ao votar numa escola de Jerusalém. Por outro lado Barak, seu rival, preferiu se mostrar prudente mas otimista, depois de votar na localidade onde mora, em Kokhav Yair, ao norte de Tel Aviv.

Cerca de 4,3 milhoes de eleitores foram convocados às urnas. Pela manha, a taxa de participaçao já havia alcançado 14% no meio da manha, segundo o Comitê eleitoral central. Segundo previsao dos especialistas, a participaçao deve superar 80%, ao final do dia.

Em Gaza, o presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, pediu aos israelenses que "votem pela paz". Com a declaraçao, Arafat deu apoio indireto a Ehud Barak.

Os israelenses devem depositar duas cédulas na urna: uma, amarela, com o nome do primeiro-ministro e outra, azul, com a lista para a Knesset.

A eleiçao para primeiro-ministro está limitada a apenas um turno, disputado entre Netanyahu e Barak, com a renúncia dos outros três candidatos no domingo. Os candidatos de 31 agremiaçoes disputam as 120 vagas para a Knesset.

Uma pesquisa de última hora, publicada na segunda-feira pelo jornal em língua inglesa, Jerusalem Post, dava a Barak 55% das intençoes de voto, contra 45% para Netanyahu. "As pesquisas sao sempre favoráveis à esquerda", afirma Netanyahu. Em busca do voto ultra-ortodoxo, Netanyahu foi ao Muro das Lamentaçoes, em Jerusalém, para depositar entre as pedras da muralha um pedaço de papel, em que escreveu seus desejos, e para rezar.

A um jornalista que perguntou a ele se esperava por um milagre, Netanyahu, que nao esconde suas opinioes laicas, respondeu: "venho sempre ao Muro". "Me sinto otimista, mas ainda há muito trabalho difícil a ser feito"', disse Barak numa coletiva de imprensa, depois de ter depositado seu voto. "Para mim, este voto representa a unidade e a mudança", afirmou.

As eleiçoes legislativas, por sua vez, devem desembocar numa Knesset mais dividida do que nunca, com um número recorde de partidos. As primeiras parciais da apuraçao das urnas serao divulgadas pelas duas cadeias de TV israelenses, às 22h locais (16h de Brasília).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;