Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sem proposta, frente tenta ampliar atuação

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cynthia Tavares
Especial para o Diário

12/04/2011 | 07:00


Com nenhuma proposta efetiva em estudo, a Frente Parlamentar do Grande ABC vem tentando ampliar seu campo de atuação. A meta é formar o Parlamento Metropolitano, integrando as 39 Câmaras da Grande São Paulo. Ontem, mais um passo foi dado. Os presidentes dos legislativos da região e do Alto Tietê se reuniram com José Police Neto (PSDB), comandante da Câmara de São Paulo.

Encabeçado pelos sete presidentes locais, o grupo metropolitano deve ser lançado no dia 9 de maio, no Memorial da América Latina, na Capital."O diálogo só está sendo possível porque o ABC estava organizado. Foi o suporte", disse o tucano.

O projeto tem sido bem aceito pelos vereadores. "A decisão por parte dos colegas tem sido unânime. No dia 18, os presidentes da região Oeste serão chamados", disse o presidente da Câmara de Ribeirão Pires, Gerson Constantino (PV).

A medida dos parlamentares vai na contramão da corrente que defende a separação dos sete municípios do Grande ABC da Região Metropolitana, em projeto que tramita na Assembleia Legisltiva. "A região deve ser tratada de forma diferenciada. Mas isso não interfere na criação e na participação nossa no Parlamento. Até porque as coisas acontecem dentro de um contexto", declarou o presidente da Câmara de Mauá, Rogério Santana (PT).

Para Constantino, não há como desvincular as cidades paulistas. "Existem pontos que são tratados aqui, mas implicam em outros municípios. Um precisa do outro", considerou.

A ideia principal de Police Neto é compatibilizar leis de uso e adequação de solo. "São medidas que vão dando condições para melhorar a vida de quem mora na região. Queremos reunir os Planos Diretor das 39 cidades e buscar as divergências", pontuou.

 

Para presidentes, pauta inexistente não é problema

 

Para os presidentes das Câmaras do Grande ABC, a falta de propostas para discussão no Parlamento Metropolitano não é problema. Aliás, temas para serem debatidos devem ser um passo que será tomado somente depois do lançamento oficial do grupo dos 39 vereadores presidentes de legislativos.

O comandante da Câmara de São Bernardo, Hiroyuki Minami (PSDB), acredita que os assuntos serão tratados com muita atenção. "Procuramos criar e trazer nosso debate para as questões metropolitanas. Todos os temas serão regionais. As pautas não foram definidas, mas os pontos, com certeza, serão comuns entre todos", disse o tucano.

Já o petista Rogério Santana, presidente do Legislativo em Mauá, ressaltou que não é da alçada do vereador realizar projetos. "Queremos dar sugestões. É função do Executivo fazer isso (planejar e executar ações). Obviamente que isso não exime o vereador de realizar proposituras", afirmou Rogério.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;