Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 30 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil vai mal no 1º dia no Internacional de Atenas


Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

18/03/2004 | 00:07


Respeitada dentro e fora do país, Daiane dos Santos não correspondeu às expectativas durante o primeiro dia de disputas do Torneio Internacional de Ginástica, realizado nesta quarta em Atenas, na Grécia, o palco da próxima Olimpíada. O evento, preparatório para os Jogos, não teve nenhuma atleta do Brasil classificada para as finais. Líder do ranking mundial, Daiane foi mal no solo – sua especialidade – e ficou apenas na 12ªposição, com 9.225 pontos. A melhor do dia foi a segunda ginasta da atualidade, a espanhola Elena Gomez, que obteve 9.462 pontos em sua apresentação.

A gaúcha não perdia uma competição internacional desde setembro do ano passado, quando conquistou a inédita medalha de ouro no Campeonato Mundial, na etapa de Anaheim, nos Estados Unidos. Depois disso, foi três vezes campeã, nas etapas de Stuttgart e Cottbus, na Alemanha, e Lyon, na França. No torneio desta quarta, a segunda melhor brasileira no solo foi a jovem Laís de Souza, de apenas 16 anos, com a 21ªposição. Camila Comim terminou em 31ª, Caroline Molinari foi a 33ªe Daniele Hypólito a 48ª.

Apesar de sua má colocação no solo, Daniele Hypólito tinha esperança de avançar às finais da trave. Mas a ginasta não repetiu o quinto lugar da última etapa, em Lyon, e amargou apenas o 29º posto na classificação geral, com 8.662 pontos. Ainda na trave, Daiane ficou em 34ª, Camila em 37ª, Ana Paula Rodrigues em 39ª e Laís em 40ª. Na prova das barras assimétricas, Camila Comim foi a melhor brasileira, com o 14º lugar. Daiane (21ª), Daniele Hypólito (24ª), Carolina Molinari (44ª) e Ana Paula (47ª) completaram a participação brasileira em Atenas.

A China foi o destaque do primeiro dia de competição, com as duas melhores atletas na trave e as três primeiras nas barras assimétricas. Também estão em Atenas as equipes da Ucrânia, Rússia, Canadá, Inglaterra, além da própria seleção grega. O torneio termina no domingo e serve como testes para a implantação da ginástica nos Jogos, que serão disputados em julho. Essa competição não vale pontos para o ranking mundial, mas servirá como termômetro para as atletas olímpicas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;