Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Iraque classifica relatório britânico de 'mentiroso'


Do Diário OnLine
Com AFP

04/12/2002 | 10:44


Um comunicado do Ministério das Relações Exteriores iraquiano classificou nesta quarta-feira o documento da Inglaterra sobre supostas violações dos direitos humanos pelo governo de Saddam Hussein como mentiroso.

"O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, divulgou outro de seus comunicados cheios de informações errôneas, acusações, injustiças e mentiras envolvendo o Iraque, seu povo e suas autoridades", acusa o ministério.

Segundo a resposta iraquiana, Blair ignora ainda que a presença da ONU e a cooperação do país com as inspeções. Ainda mais, Bagdá critica as forças aliadas de atacarem o país na zona de exclusão aérea, que não é reconhecida pela organização internacional.

A Inglaterra acusou o governo iraquiano de violar os direitos humanos, em um relatório divulgado nesta segunda-feira.

Segundo o documento, a tortura é “sistemática” no Iraque. A violação incluiria a perfuração das mãos de inimigos políticos com chaves de fenda, banhos de ácido, corte de orelhas e amputação da língua.

Funcionários do governo iraquiano foram ainda acusados de estuprar mulheres infratoras.

A Anistia Internacional foi contra a divulgação do dossiê no momento em que inspetores da ONU estão no Iraque para a investigação de eventuais fábricas de armas de guerra. Segundo o órgão que luta a favor dos direitos humanos, o documento pode ser uma desculpa dos aliados para justificar um eventual ataque ao Iraque.

A Inglaterra está a favor dos Estados Unidos em uma possível ofensiva contra o governo de Saddam Hussein. Os dois aliados atacariam o Iraque, mesmo sem o apoio da ONU, caso se comprove que o líder iraquiano desenvolve programas de armas de destruição de massa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Iraque classifica relatório britânico de 'mentiroso'

Do Diário OnLine
Com AFP

04/12/2002 | 10:44


Um comunicado do Ministério das Relações Exteriores iraquiano classificou nesta quarta-feira o documento da Inglaterra sobre supostas violações dos direitos humanos pelo governo de Saddam Hussein como mentiroso.

"O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, divulgou outro de seus comunicados cheios de informações errôneas, acusações, injustiças e mentiras envolvendo o Iraque, seu povo e suas autoridades", acusa o ministério.

Segundo a resposta iraquiana, Blair ignora ainda que a presença da ONU e a cooperação do país com as inspeções. Ainda mais, Bagdá critica as forças aliadas de atacarem o país na zona de exclusão aérea, que não é reconhecida pela organização internacional.

A Inglaterra acusou o governo iraquiano de violar os direitos humanos, em um relatório divulgado nesta segunda-feira.

Segundo o documento, a tortura é “sistemática” no Iraque. A violação incluiria a perfuração das mãos de inimigos políticos com chaves de fenda, banhos de ácido, corte de orelhas e amputação da língua.

Funcionários do governo iraquiano foram ainda acusados de estuprar mulheres infratoras.

A Anistia Internacional foi contra a divulgação do dossiê no momento em que inspetores da ONU estão no Iraque para a investigação de eventuais fábricas de armas de guerra. Segundo o órgão que luta a favor dos direitos humanos, o documento pode ser uma desculpa dos aliados para justificar um eventual ataque ao Iraque.

A Inglaterra está a favor dos Estados Unidos em uma possível ofensiva contra o governo de Saddam Hussein. Os dois aliados atacariam o Iraque, mesmo sem o apoio da ONU, caso se comprove que o líder iraquiano desenvolve programas de armas de destruição de massa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;