Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Polícia apura divulgação de fotos de esquartejamento


Do Diário OnLine

07/02/2003 | 10:35


A polícia vai investigar a divulgação pela Internet de imagens do corpo esquartejado da dona-de-casa Maria do Carmo Alves, 46 anos, morta pelo cirurgião plástico Farah Jorge Farah. O delegado Marcelo Iacomini quer investigar como as fotos, restritas ao Instituto Médico Legal e ao 13º Distrito Policial foram divulgadas pela web via e-mail.

Os e-mails estão sendo rastreados para descobrir quem enviou a mensagem original. Para o delegado, as fotos vazaram na semana passada do IML ou da delegacia. Caso a autoria seja identificada, o responsável pela divulgação será autuado pelo artigo 325 do Código Penal, por violação de sigilo funcional. A pena varia de 2 a 6 anos de reclusão.

Pelo menos dois sites brasileiros e um no exterior publicaram as fotos. Um deles é o do deputado estadual do Mato Grosso do Sul Maurício Picarelli (PSD).

Iancomini informou que vai enviar uma solicitação pedindo que as fotos sejam retiradas, já que são de uso restrito da polícia e foram divulgadas indevidamente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia apura divulgação de fotos de esquartejamento

Do Diário OnLine

07/02/2003 | 10:35


A polícia vai investigar a divulgação pela Internet de imagens do corpo esquartejado da dona-de-casa Maria do Carmo Alves, 46 anos, morta pelo cirurgião plástico Farah Jorge Farah. O delegado Marcelo Iacomini quer investigar como as fotos, restritas ao Instituto Médico Legal e ao 13º Distrito Policial foram divulgadas pela web via e-mail.

Os e-mails estão sendo rastreados para descobrir quem enviou a mensagem original. Para o delegado, as fotos vazaram na semana passada do IML ou da delegacia. Caso a autoria seja identificada, o responsável pela divulgação será autuado pelo artigo 325 do Código Penal, por violação de sigilo funcional. A pena varia de 2 a 6 anos de reclusão.

Pelo menos dois sites brasileiros e um no exterior publicaram as fotos. Um deles é o do deputado estadual do Mato Grosso do Sul Maurício Picarelli (PSD).

Iancomini informou que vai enviar uma solicitação pedindo que as fotos sejam retiradas, já que são de uso restrito da polícia e foram divulgadas indevidamente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;