Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Vila Prosperidade com o Santo André na camisa

Socêgo, Dito e Tigelinha; Nego, Ferrão e Jonas; Mingo, Zé Amador, Walter, Paulinho e Hildo. Essa era a formação do Vila Prosperidade Futebol Clube em


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

21/11/2008 | 00:00


Socêgo, Dito e Tigelinha; Nego, Ferrão e Jonas; Mingo, Zé Amador, Walter, Paulinho e Hildo. Essa era a formação do Vila Prosperidade Futebol Clube em 1958, conforme as figurinhas do álbum editado meio século atrás em São Caetano. O goleiro Sossego e o centroavante Walter eram as figurinhas carimbadas da página, portanto as mais difíceis.

Em 1958, Vila Prosperidade era ainda bairro de Santo André. Apenas seria incorporada a São Caetano na década de 1960, após plebiscito e após longa tramitação na Justiça.

Historicamente, Vila Prosperidade pertenceu ao distrito de São Caetano, sendo transferida a Santo André a partir de 1949, quando São Caetano desligou-se de Santo André, também por plebiscito - ou seja: São Caetano ganhou a autonomia, mas perdeu Vila Prosperidade, o que a obrigou a batalhar bastante para recuperar a antiga comuna.

NOTA
Na edição de anteontem trocamos o Vila Prosperidade FC pela Sociedade Esportiva Gisela, daí porque retomamos ao tema. Também decidimos que cada página do álbum aparecerá, a partir de hoje, sempre na abertura da coluna, e em formato maior. Vai ficar mais fácil distinguir a fisionomia dos nossos craques do passado.

FONTE
Empresa-editora Morcilo & Bisquolo, de São Caetano, com reprodução pelo nosso colaborador de Ribeirão Pires, Idmir Pedro dos Santos. S


No ar
A crônica do dia da Rádio Independência, de São Bernardo.

Novembro de 1958.
"O que se viu (nas últimas eleições estaduais) não foi surpresa: 300 alas, desentendimentos, esfacelamentos, rixas, ciúmes, luta interna, o que abriu fronteiras aos forasteiros: nada menos que 535 candidatos de fora receberam aqui o seu votinho, pondo por terra a posição, o prestígio e a força dos nossos políticos dentro de sua própria casa. Desfecho triste para a história política de São Bernardo".

NOTA
As crônicas de meio século atrás da Rádio Independência eram assinadas por Stoyewsky, um pseudônimo. Mas quem seria o verdadeiro autor? Na apresentação, uma dica: "O autor é nascido nesse município e conhecedor profundo da história de nossa terra, tanto na vida comercial-industrial como na vida social-política". Seria Tito Lima, primo do futuro prefeito Hygino de Lima?
Os originais dessas crônicas permaneceram guardados no cofre-forte da Sociedade Italiana de São Bernardo, que os repassou à coluna Memória.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Terça-feira, 21 de novembro de 1978

Manchete - Fazenda estuda isenção do IR para o 13º

São Bernardo - Aberto o Seminário Internacional sobre o Desenvolvimento das Áreas Metropolitanas. O prefeito Tito Costa preconizou o fortalecimento do comércio e setor de prestação de serviços, "uma tendência natural".

Santo André - Hoje, na sede do Clube de Xadrez de Santo André, dom Cláudio Hummes oficia missa em ação de graças pelo Jubileu de Ouro da entidade.

Editorial - Reforma partidária agora está difícil.

Trabalho - Químicos do ABC discutem com patrões reajuste de 70%.

Indústria - Basf apresenta hoje, em São Paulo, seu calendário para 1979.

Literatura - A Rhodia apresentará amanhã, no Masp, o livro Os caminhos do Brasil, dedicado a Sergio Buarque de Holanda e comemorativo ao seu 60º aniversário.


HOJE

Dia Nacional da Homeopatia. Dia da Vida Religiosa de Clausura. Apresentação de Nossa Senhora.

SANTOS DO DIA

Alberto de Lovaina, Celso, Gelásio I e Mauro.
Gelásio foi papa. Faleceu em Roma no ano 496.


EM 21 DE NOVEMBRO DE...

1958 - Ford do Brasil inaugura sua nova fábrica no Ipiranga, em São Paulo, para a produção do primeiro caminhão com motor nacional a gasolina.

1963 - Conselho Vaticano autoriza o uso do idioma nacional de cada país em vez do latim nas cerimônias eclesiásticas.

Ademir Medici é jornalista e autor de livros sobre a memória do Grande ABC



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vila Prosperidade com o Santo André na camisa

Socêgo, Dito e Tigelinha; Nego, Ferrão e Jonas; Mingo, Zé Amador, Walter, Paulinho e Hildo. Essa era a formação do Vila Prosperidade Futebol Clube em

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

21/11/2008 | 00:00


Socêgo, Dito e Tigelinha; Nego, Ferrão e Jonas; Mingo, Zé Amador, Walter, Paulinho e Hildo. Essa era a formação do Vila Prosperidade Futebol Clube em 1958, conforme as figurinhas do álbum editado meio século atrás em São Caetano. O goleiro Sossego e o centroavante Walter eram as figurinhas carimbadas da página, portanto as mais difíceis.

Em 1958, Vila Prosperidade era ainda bairro de Santo André. Apenas seria incorporada a São Caetano na década de 1960, após plebiscito e após longa tramitação na Justiça.

Historicamente, Vila Prosperidade pertenceu ao distrito de São Caetano, sendo transferida a Santo André a partir de 1949, quando São Caetano desligou-se de Santo André, também por plebiscito - ou seja: São Caetano ganhou a autonomia, mas perdeu Vila Prosperidade, o que a obrigou a batalhar bastante para recuperar a antiga comuna.

NOTA
Na edição de anteontem trocamos o Vila Prosperidade FC pela Sociedade Esportiva Gisela, daí porque retomamos ao tema. Também decidimos que cada página do álbum aparecerá, a partir de hoje, sempre na abertura da coluna, e em formato maior. Vai ficar mais fácil distinguir a fisionomia dos nossos craques do passado.

FONTE
Empresa-editora Morcilo & Bisquolo, de São Caetano, com reprodução pelo nosso colaborador de Ribeirão Pires, Idmir Pedro dos Santos. S


No ar
A crônica do dia da Rádio Independência, de São Bernardo.

Novembro de 1958.
"O que se viu (nas últimas eleições estaduais) não foi surpresa: 300 alas, desentendimentos, esfacelamentos, rixas, ciúmes, luta interna, o que abriu fronteiras aos forasteiros: nada menos que 535 candidatos de fora receberam aqui o seu votinho, pondo por terra a posição, o prestígio e a força dos nossos políticos dentro de sua própria casa. Desfecho triste para a história política de São Bernardo".

NOTA
As crônicas de meio século atrás da Rádio Independência eram assinadas por Stoyewsky, um pseudônimo. Mas quem seria o verdadeiro autor? Na apresentação, uma dica: "O autor é nascido nesse município e conhecedor profundo da história de nossa terra, tanto na vida comercial-industrial como na vida social-política". Seria Tito Lima, primo do futuro prefeito Hygino de Lima?
Os originais dessas crônicas permaneceram guardados no cofre-forte da Sociedade Italiana de São Bernardo, que os repassou à coluna Memória.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Terça-feira, 21 de novembro de 1978

Manchete - Fazenda estuda isenção do IR para o 13º

São Bernardo - Aberto o Seminário Internacional sobre o Desenvolvimento das Áreas Metropolitanas. O prefeito Tito Costa preconizou o fortalecimento do comércio e setor de prestação de serviços, "uma tendência natural".

Santo André - Hoje, na sede do Clube de Xadrez de Santo André, dom Cláudio Hummes oficia missa em ação de graças pelo Jubileu de Ouro da entidade.

Editorial - Reforma partidária agora está difícil.

Trabalho - Químicos do ABC discutem com patrões reajuste de 70%.

Indústria - Basf apresenta hoje, em São Paulo, seu calendário para 1979.

Literatura - A Rhodia apresentará amanhã, no Masp, o livro Os caminhos do Brasil, dedicado a Sergio Buarque de Holanda e comemorativo ao seu 60º aniversário.


HOJE

Dia Nacional da Homeopatia. Dia da Vida Religiosa de Clausura. Apresentação de Nossa Senhora.

SANTOS DO DIA

Alberto de Lovaina, Celso, Gelásio I e Mauro.
Gelásio foi papa. Faleceu em Roma no ano 496.


EM 21 DE NOVEMBRO DE...

1958 - Ford do Brasil inaugura sua nova fábrica no Ipiranga, em São Paulo, para a produção do primeiro caminhão com motor nacional a gasolina.

1963 - Conselho Vaticano autoriza o uso do idioma nacional de cada país em vez do latim nas cerimônias eclesiásticas.

Ademir Medici é jornalista e autor de livros sobre a memória do Grande ABC

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;