Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Estado Islâmico divulga vídeo de possível decapitação de espião russo



03/12/2015 | 00:02


O grupo Estado Islâmico divulgou nesta quarta-feira um vídeo no qual um homem fluente em russo confessa ser um espião da Rússia e logo depois ele é aparentemente decapitado.

A autenticidade do vídeo e das alegações nele não puderam ser imediatamente confirmadas. O ministério de Relações Exteriores da Rússia e o serviço de segurança, FSB, não comentaram a questão.

O vídeo começa com dizeres em árabe e russo "vocês serão conquistados e humilhados, russos". Logo depois, um homem de barba aparece falando em uma cadeira. Ele afirma que é da Chechênia, se identifica como Magomed Khasayev e afirma que é um espião enviado para os territórios dominados pelo Estado Islâmico com ordens da Inteligência da Rússia para identificar militanes que querem retornar para a região do Cáucaso para realizar ataques.

O vídeo então mostra o homem de joelhos em uma praia. Um homem está atrás dele e faz um discurso para o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

"Me escute, Putin, seu cachorro", diz o homem, que declara que os russos serão mortos em retaliação ao ataques aéreos do país contra o Estado Islâmico. Após o discurso, o homem coloca uma faca no pescoço do suposto espião e parece começar a decapitá-lo.

Após a explosão do avião russo no Egito, que matou 224 pessoas, e os ataques terroristas em Paris, que deixaram 130 vítimas, a Rússia declarou publicamente que está determinada a derrotar o Estado Islâmico e pressiona por cooperação internacional para atingir o objetivo. Fonte: Associated Press.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;