Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara inicia análise de PEC que eleva salários na AGU



06/08/2015 | 02:28


O plenário da Câmara iniciou há pouco o debate que antecede a votação da proposta que eleva salários das carreiras na Advocacia-Geral da União e outras carreiras. O projeto gera um impacto anual estimado pelo governo em R$ 2,45 bilhões à União.

Nesta terça-feira (4), o governo foi derrotado na tentativa de adiar a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que aumenta salários das carreiras da Advocacia-Geral da União (AGU) e das procuradorias dos estados e municípios, além de delegados da Polícia Federal e da Polícia Civil. O texto propõe vinculação do subsídio a até 90,25% dos salários recebidos pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Primeiro a discursar na tribuna, o líder do governo na Câmara José Guimarães (PT-CE) se posicionou contra a PEC. O petista, entretanto, afirmou entender que alguns partidos da base aliada liberem suas bancadas. Nesta noite, o PDT e o PTB na Câmara anunciaram que vão desembarcar do governo e adotar posição de independência.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara inicia análise de PEC que eleva salários na AGU


06/08/2015 | 02:28


O plenário da Câmara iniciou há pouco o debate que antecede a votação da proposta que eleva salários das carreiras na Advocacia-Geral da União e outras carreiras. O projeto gera um impacto anual estimado pelo governo em R$ 2,45 bilhões à União.

Nesta terça-feira (4), o governo foi derrotado na tentativa de adiar a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que aumenta salários das carreiras da Advocacia-Geral da União (AGU) e das procuradorias dos estados e municípios, além de delegados da Polícia Federal e da Polícia Civil. O texto propõe vinculação do subsídio a até 90,25% dos salários recebidos pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Primeiro a discursar na tribuna, o líder do governo na Câmara José Guimarães (PT-CE) se posicionou contra a PEC. O petista, entretanto, afirmou entender que alguns partidos da base aliada liberem suas bancadas. Nesta noite, o PDT e o PTB na Câmara anunciaram que vão desembarcar do governo e adotar posição de independência.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;