Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lula descarta Miriam
e exalta Carlos Grana


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

13/08/2011 | 07:00


O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) consolidou ontem apoio ao deputado estadual Carlos Grana para a disputa da Prefeitura de Santo André pelo PT no pleito de 2012. Lula descartou a hipótese de a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, desincompatibilizar-se do cargo para entrar no páreo - única que poderia desbancar Grana no processo - e sequer citou no discurso o ex-deputado Vanderlei Siraque, que corre por fora pela indicação.

Durante evento em São Bernardo (leia mais na capa do caderno de Cultura&Lazer), o ex-chefe da Nação avaliou que o deputado é alternativa interessante para Santo André. "O Grana é bom candidato e não sei se tem outros candidatos (no processo interno do PT)", disse. Lula só mencionou o nome de Siraque ao ouvir sopro no ouvido do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT): "Também tem o Siraque", minimizou.

Apesar do simplório esquecimento de Siraque, o episódio retratou que o ex-parlamentar está isolado dentro do partido, tentando pressionar a realização de prévias.Além disso, representou imagem da adesão ao nome de Grana por diversas frentes da sigla.

Para consolidar posicionamento, Lula relembrou que Miriam assumiu a Pasta, que sofreu reformulação, sendo incluída desde janeiro a projeção do Programa de Aceleração do Crescimento 2. Segundo o petista, depois da sucessão presidencial, a presidente Dilma Rousseff passou o bastão do projeto que, de acordo com o Palácio do Planalto, vai encampar, até 2014, R$ 965 bilhões. "Assim como a Dilma era no meu governo, a Miriam se tornou agora a ‘mãe do PAC'. Ela não pode abandonar essa responsabilidade para vir ser candidata, por mais importante que Santo André seja."

Diferentemente do ocorrido no último pleito municipal, quando compareceu apenas em única oportunidade na reta final do primeiro turno em Santo André - ocasião que Siraque era o postulante petista e saiu derrotado -, Lula adiantou que vai contribuir mais desta vez. "Espero estar no palanque para ajudar meus companheiros a vencer as eleições."

Interlocutor petista na região, Marinho enfatizou que o grande adversário do PT no passado foi a divisão política e que agora o diretório andreense resolveu construir unidade. "Creio que em questão de dias (entrará em consenso) para sair unido. Porém, aguardaremos para não ferir suscetibilidade", alegou o prefeito, referindo-se a Siraque.

Em 2010, na primeira eleição de Grana quando obteve 126 mil votos, o ex-presidente chegou a gravar vídeo em que declarou voto no ex-colega de sindicalismo. Especula-se no meio político que a intenção é conceder a Grana suporte eleitoral semelhante ao dado a Marinho em 2008, período que teve a segunda maior campanha do País em termos financeiros.

 

Ida de Siraque a Brasília fica cada vez mais próxima

 

O consenso interno para a escolha do nome petista em Santo André pode sair nas próximas semanas. Mesmo com a data da definição prevista para fim de setembro, o possível ingresso do deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) na vaga em aberto para ministro do Tribunal de Contas da União agilizaria o processo. O que beneficiaria Vanderlei Siraque, primeiro suplente da coligação PT-PCdoB, para assumir cadeira na Câmara Federal.

Nesta semana, o comunista oficializou candidatura ao posto, que vai ser avalizado pelo Congresso Nacional. Aldo conta com apoio da bancada ruralista, que soma 232 deputados na atual legislatura, para vencer a eleição. A migração colocaria ponto final no jogo de Santo André.

Vanderlei Siraque afirmou, em algumas oportunidades, que deixaria o processo de disputa interna do PT para escolha do candidato ao Paço andreense caso fosse alçado à Brasília para cumprir mandato federal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lula descarta Miriam
e exalta Carlos Grana

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

13/08/2011 | 07:00


O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) consolidou ontem apoio ao deputado estadual Carlos Grana para a disputa da Prefeitura de Santo André pelo PT no pleito de 2012. Lula descartou a hipótese de a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, desincompatibilizar-se do cargo para entrar no páreo - única que poderia desbancar Grana no processo - e sequer citou no discurso o ex-deputado Vanderlei Siraque, que corre por fora pela indicação.

Durante evento em São Bernardo (leia mais na capa do caderno de Cultura&Lazer), o ex-chefe da Nação avaliou que o deputado é alternativa interessante para Santo André. "O Grana é bom candidato e não sei se tem outros candidatos (no processo interno do PT)", disse. Lula só mencionou o nome de Siraque ao ouvir sopro no ouvido do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT): "Também tem o Siraque", minimizou.

Apesar do simplório esquecimento de Siraque, o episódio retratou que o ex-parlamentar está isolado dentro do partido, tentando pressionar a realização de prévias.Além disso, representou imagem da adesão ao nome de Grana por diversas frentes da sigla.

Para consolidar posicionamento, Lula relembrou que Miriam assumiu a Pasta, que sofreu reformulação, sendo incluída desde janeiro a projeção do Programa de Aceleração do Crescimento 2. Segundo o petista, depois da sucessão presidencial, a presidente Dilma Rousseff passou o bastão do projeto que, de acordo com o Palácio do Planalto, vai encampar, até 2014, R$ 965 bilhões. "Assim como a Dilma era no meu governo, a Miriam se tornou agora a ‘mãe do PAC'. Ela não pode abandonar essa responsabilidade para vir ser candidata, por mais importante que Santo André seja."

Diferentemente do ocorrido no último pleito municipal, quando compareceu apenas em única oportunidade na reta final do primeiro turno em Santo André - ocasião que Siraque era o postulante petista e saiu derrotado -, Lula adiantou que vai contribuir mais desta vez. "Espero estar no palanque para ajudar meus companheiros a vencer as eleições."

Interlocutor petista na região, Marinho enfatizou que o grande adversário do PT no passado foi a divisão política e que agora o diretório andreense resolveu construir unidade. "Creio que em questão de dias (entrará em consenso) para sair unido. Porém, aguardaremos para não ferir suscetibilidade", alegou o prefeito, referindo-se a Siraque.

Em 2010, na primeira eleição de Grana quando obteve 126 mil votos, o ex-presidente chegou a gravar vídeo em que declarou voto no ex-colega de sindicalismo. Especula-se no meio político que a intenção é conceder a Grana suporte eleitoral semelhante ao dado a Marinho em 2008, período que teve a segunda maior campanha do País em termos financeiros.

 

Ida de Siraque a Brasília fica cada vez mais próxima

 

O consenso interno para a escolha do nome petista em Santo André pode sair nas próximas semanas. Mesmo com a data da definição prevista para fim de setembro, o possível ingresso do deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) na vaga em aberto para ministro do Tribunal de Contas da União agilizaria o processo. O que beneficiaria Vanderlei Siraque, primeiro suplente da coligação PT-PCdoB, para assumir cadeira na Câmara Federal.

Nesta semana, o comunista oficializou candidatura ao posto, que vai ser avalizado pelo Congresso Nacional. Aldo conta com apoio da bancada ruralista, que soma 232 deputados na atual legislatura, para vencer a eleição. A migração colocaria ponto final no jogo de Santo André.

Vanderlei Siraque afirmou, em algumas oportunidades, que deixaria o processo de disputa interna do PT para escolha do candidato ao Paço andreense caso fosse alçado à Brasília para cumprir mandato federal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;