Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano busca se reaproximar da torcida

Fabio Gianelli/São Caetano Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Coordenador Fabinho Félix tem encontro com lideranças das uniformizadas: ‘Precisam ter voz ativa’


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

27/01/2021 | 00:01


Em meio a problemas financeiros e políticos que não dão trégua, o coordenador geral do São Caetano, Fabinho Félix, realizou um encontro inusitado e que dá indícios de renovação do clube, ao promover, debaixo das arquibancadas do Estádio Anacleto Campanella, reunião com lideranças das torcidas uniformizadas do clube. Acostumado a esse tipo de proximidade desde os tempos de jogador e auxiliar técnico do Corinthians, espera reaproximar os fãs e tê-los por perto neste processo de reconstrução do Azulão.

Participaram do compromisso, além do dirigente, integrantes das organizadas Comando Azul e Gladiadores, além de outros torcedores. “O São Caetano é patrimônio da torcida e da cidade, mas parece que hoje não pertence muito. Então a ideia foi ouvir, tirar dúvidas, porque tem muitos questionamentos, e dar voz”, explicou Fabinho, que continuou. “Nosso momento é muito delicado por tudo o que ocorreu, o segundo semestre do ano passado foi muito diferente e depois de toda exposição negativa (WO e goleadas sofridas na Série D), que sobrepôs o título da Série A-2, a gente precisa de um pouco de carinho. O clube precisa ser abraçado e torcedor precisa fazer parte, entender nossa situação. Frisei a eles que precisamos olhar parra frente. O passado é glorioso, já conquistamos, mas agora os desafios serão muito maiores.”

Fabinho iniciou e encerrou a carreira como jogador profissional no São Caetano. Retornou em 2020 como treinador e agora exerce a função de coordenador geral. E, com tanta ligação, admitiu desconhecer o motivo para o afastamento entre clube e torcida. “Não entendia muito o motivo de ter sido levantado esse muro, porque as recordações que tenho da torcida são as melhores. Não tem como clube que é único da cidade caminhar sem a torcida”, decretou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;