Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Erro de arbitragem divide opinião de palmeirenses


Fernando Cappelli
Do Diário do Grande ABC

22/01/2010 | 07:00


O gol irregular validado por Paulo César de Oliveira e que quase custou ao Palmeiras a primeira derrota no Paulistão, contra o Barueri, na noite de quinta-feira, dividiu a opinião dos jogadores alviverdes. Diego Souza, autor do gol de empate, foi contundente.

"Seria bem melhor ele (Paulo César Oliveira) assumir o erro. Não dá para crer que a arbitragem seja tão confusa assim ainda. Da próxima vez, pode ser que eu não consiga o empate. E aí, como vai ser?", indagou.

O goleiro Marcos preferiu ponderar sobre o lance. "Foi muito rápido. Não dá para culpar totalmente a arbitragem. Se o jogador erra, os juízes também podem errar. Ainda é cedo para colocarmos a culpa exclusivamente em quem comanda as partidas. Vamos com calma", comentou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Erro de arbitragem divide opinião de palmeirenses

Fernando Cappelli
Do Diário do Grande ABC

22/01/2010 | 07:00


O gol irregular validado por Paulo César de Oliveira e que quase custou ao Palmeiras a primeira derrota no Paulistão, contra o Barueri, na noite de quinta-feira, dividiu a opinião dos jogadores alviverdes. Diego Souza, autor do gol de empate, foi contundente.

"Seria bem melhor ele (Paulo César Oliveira) assumir o erro. Não dá para crer que a arbitragem seja tão confusa assim ainda. Da próxima vez, pode ser que eu não consiga o empate. E aí, como vai ser?", indagou.

O goleiro Marcos preferiu ponderar sobre o lance. "Foi muito rápido. Não dá para culpar totalmente a arbitragem. Se o jogador erra, os juízes também podem errar. Ainda é cedo para colocarmos a culpa exclusivamente em quem comanda as partidas. Vamos com calma", comentou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;