Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Futebol brasileiro terá feira de negócios em SP


Do Diário do Grande ABC

16/09/1999 | 20:55


O futebol brasileiro, que movimenta R$ 2 bilhoes por ano e cujos negócios estao iniciando seu processo de expansao no país, terá pela primeira vez uma feira que vai tratar exclusivamente desse assunto. A Futebol S.A. Congress & Exhibition, que será realizada em agosto do ano 2000 em Sao Paulo, pretende discutir todos os negócios que sao e que poderao ser gerados pelo futebol no Brasil, reunindo todos os mercados que participam desse esporte. Esse evento será anual e terá apoio institucional do Ministério de Transporte e Turismo e da Confederaçao Brasileira de Futebol.

A feira terá como público alvo empresários e executivos voltados para este setor. Entre os expositores, estarao empresas de marketing esportivo e de licenciamento, fabricantes de material esportivo, engenharia e arquitetura, equipamentos para estádio, ou até mesmo empresas ligadas ao turismo e à gastronomia, além de instituiçoes financeiras interessadas em acordos e parcerias com grandes clubes. Segundo o diretor da Futebol S.A., Miguel Pires Gonçalves, cerca de 150 expositores deverao participar da feira, mas o potencial deste evento para os anos seguintes sao de 700 expositores, entre empresas nacionais e internacionais.

Gonçalves afirmou que estao sendo feito contatos com empresas de marketing esportivo internacionais para divulgar o evento e trazer para o Brasil empresas interessadas em expandir seus negócios no país. Para se ter uma idéia mais ampla do potencial do futebol nacional, a Futebol S.A. encomendou à Fundaçao Getúlio Vargas uma pesquisa completa sobre a área, com os diagnósticos a respeito da situaçao política, sociológica e mercadológica do esporte. O trabalho deverá estar concluído em 5 meses, e servirá como suporte para a realizaçao da feira. Para a ediçao do ano que vem, foram investidos R$ 2 milhoes.

Um dos principais temas a serem abordados nesta feira será a transformaçao dos clubes de futebol em empresas e a abertura de capital, com açoes negociadas nas bolsas de valores. O congresso vai tratar das experiências estrangeiras, as vantagens do lançamento de açoes, questoes de marketing, patrocínio, seguros, entre outros. "Daqui a três anos, o cenário dos clubes de futebol terá se transformado significativamente", disse Gonçalves. "Esta será uma mudança lenta, mas inevitável. Os dirigentes de clubes têm essa consciência da necessidade de transformaçao do clube em empresa geradora de negócios e lucro", acrescentou.

Os grandes clubes brasileiros já estao buscando soluçoes nesse sentido, mas as parcerias feitas até agora nao implicam necessariamente na transformaçao dos clubes em empresa ou na abertura de capital. A parceria entre Palmeiras e Parmalat, por exemplo, tem como objetivo principal a expansao da marca italiana no Brasil. O fundo de investimento norte-americano Hicks & Muse First Tate assumiu o departamento de futebol do Corinthians. O Nations Bank ficou responsável pelo licenciamento da marca do Vasco da Gama. Ou seja, os clubes ainda nao iniciaram efetivamente um movimento concreto pela transformaçao do futebol em negócio.

Pelos cálculos da Futebol S.A., o Brasil dispoe hoje de 95 milhoes de torcedores. Apesar de estar sempre entre os primeiros países nesta categoria, o futebol nacional movimenta muito pouco para os US$ 280 bilhoes que sao gerados em todo o mundo, de acordo com números da FIFA. Pelos cálculos da Unesco, o valor sobe para US$ 400 bilhoes por ano. Para Gonçalves, há um potencial para se faturar US$ 4 bilhoes nos próximos anos com a evoluçao do futebol no país, o dobro do que se obtém hoje. "Mas é preciso lembrar que negócios no futebol nao envolvem apenas marketing esportivo e licenciamento de produtos ou transmissao de jogos", explicou.

A Futebol S.A. vai ser realizada no Centro de Exposiçoes Imigrantes, em Sao Paulo, entre os dias 9 e 13 de agosto do ano que vem. Sao esperados 150 mil visitantes ao evento, que também terá áreas e eventos destinados ao público em geral. Segundo Gonçalves, essa feira irá gerar 2 mil empregos diretos e indiretos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;