Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Caixa já pagou R$ 179 bi em auxílio emergencial, diz Guimarães

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


27/08/2020 | 16:14


A Caixa Econômica Federal já pagou R$ 179 bilhões em benefícios relacionados ao auxílio emergencial oferecido pelo governo relacionado à pandemia de covid-19, beneficiando 66,9 milhões de pessoas, por meio de 254 milhões de pagamentos em cinco parcelas, disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Segundo ele, as regiões Norte e Nordeste tiveram um volume de pagamentos superior à representatividade que têm na composição do PIB, "numa demonstração empírica de que nessas regiões moram pessoas mais carentes".

Foram R$ 62,2 bilhões pagos em auxílio emergencial para a região Nordeste (14,7% de contribuição ao PIB) e R$ 19,3 bilhões para o Norte (5,6%).

A região Sudeste, entretanto, que tem contribuição de 36,8% no PIB, recebeu R$ 65,8 bilhões em auxílio emergencial, de acordo com o slide da apresentação.

Guimarães falou ainda que a Caixa tem 109 milhões de pessoas cadastradas e já processadas, 67 milhões de elegíveis e cerca de 120 mil em análise e reanálise.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Caixa já pagou R$ 179 bi em auxílio emergencial, diz Guimarães


27/08/2020 | 16:14


A Caixa Econômica Federal já pagou R$ 179 bilhões em benefícios relacionados ao auxílio emergencial oferecido pelo governo relacionado à pandemia de covid-19, beneficiando 66,9 milhões de pessoas, por meio de 254 milhões de pagamentos em cinco parcelas, disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Segundo ele, as regiões Norte e Nordeste tiveram um volume de pagamentos superior à representatividade que têm na composição do PIB, "numa demonstração empírica de que nessas regiões moram pessoas mais carentes".

Foram R$ 62,2 bilhões pagos em auxílio emergencial para a região Nordeste (14,7% de contribuição ao PIB) e R$ 19,3 bilhões para o Norte (5,6%).

A região Sudeste, entretanto, que tem contribuição de 36,8% no PIB, recebeu R$ 65,8 bilhões em auxílio emergencial, de acordo com o slide da apresentação.

Guimarães falou ainda que a Caixa tem 109 milhões de pessoas cadastradas e já processadas, 67 milhões de elegíveis e cerca de 120 mil em análise e reanálise.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;