Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Botafogo goleia no Maracanã e avança na Libertadores



06/02/2014 | 00:19


Apoiado por mais de 50 mil torcedores no Maracanã, o Botafogo goleou o Deportivo Quito por 4 a 0, na noite desta quarta-feira, e garantiu sua presença na Libertadores. Com a vitória, conseguida com três gols do atacante Wallyson, o time carioca passou pela fase preliminar da competição e caiu no Grupo 2, junto com Unión Española (Chile), San Lorenzo (Argentina) e Independente del Valle (Equador).

Precisando vencer a todo custo, depois da derrota por 1 a 0 no jogo de ida em Quito, Botafogo começou atacando no Maracanã. Logo aos 2 minutos, a bola foi alçada na área do time equatoriano e Lodeiro cabeceou na rede pelo lado de fora. A jogada foi o combustível necessário para incendiar a torcida botafoguense, que compareceu em massa ao estádio.

Momentos depois, o Botafogo fez mais duas jogadas muito perigosas. Aos 14 minutos, em uma disputa na área adversária, Lodeiro recuperou a bola e ajeitou para o chute de Wallyson. Ele quase marcou, mas a bola bateu novamente do lado de fora da rede. Em seguida, Wallyson bateu o escanteio aos 17 e Ferreyra cabeceou a bola na trave.

Superior em campo, o Botafogo dominava o adversário, que parecia estar perdido em campo. Assim, o gol finalmente saiu aos 36 minutos, depois de várias tentativas. No lance, Edilson levantou a bola na área, Jorge Wagner passou de cabeça para Wallyson, que chutou de primeira para abrir o placar.

O segundo tempo começou muito brigado, com faltas duras pelos dois lados. Somente aos 17 minutos o Botafogo voltou a atacar com Wallyson, que arriscou de fora da área e levou perigo. Enquanto isso, o time equatoriano não ameaçava o goleiro Jefferson.

A noite era mesmo de Wallyson. Em um contra-ataque rápido aos 21 minutos, Elias, que tinha acabado de entrar, escorou de cabeça para Wallyson, que, então, carregou a bola em velocidade, driblou o zagueiro e tocou na saída do goleiro para marcar o gol.

Com 2 a 0, o Botafogo já garantia a vaga na fase de grupos, mas o time não se acomodou. Aos 30 minutos, por exemplo, Julio Cesar foi à linha de fundo e deu um passe açucarado para Lodeiro, que, sozinho na marca do pênalti, conseguiu chutar para fora.

Mas o terceiro gol não tardou. E veio novamente da dobradinha que participou do gol anterior. Aos 34 minutos, Elias recebeu a bola na intermediaria e enfiou entre os zagueiros para Wallyson, que invadiu a área e chutou entre as pernas do goleiro, fazendo 3 a 0.

No final, o Botafogo ainda chegou à goleada, para a festa da torcida no Maracanã. Após um bate e rebate na área, já aos 45 minutos, Henrique cabeceou e, no rebote do goleiro Ramirez, ele mesmo concluiu para definir o placar de 4 a 0.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 4 X 0 DEPORTIVO QUITO

BOTAFOGO - Jefferson; Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Wallyson (Henrique), Lodeiro e Jorge Wagner (Rodrigo Souto); Ferreyra (Elias). Técnico - Eduardo Hungaro.

DEPORTIVO QUITO - Ramirez; Chinga, Bonjour, Romero e Vayas; Vega, Andrade, Olivo (Bravo) e Faraud (Santiago Morales); Calderón e Estupiñan (Christian Lara). Técnico: Carlos Garay.

GOLS - Wallyson, aos 36 minutos do primeiro tempo; Wallyson, aos 21 e aos 34, e Henrique, aos 45 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Silvio Trucco (ARG).

CARTÃO AMARELO - Calderón, Estupiñan, Romero, Edilson e Marcelo Mattos.

RENDA - R$ 2.197.300,00.

PÚBLICO - 50.638 presentes.

LOCAL - Estádio do Maracanã, Rio (RJ).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;