Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Oposição a Chávez critica pergunta de referendo na Venezuela


Da AFP

16/06/2004 | 13:52


A oposição venezuelana reclamou nesta quarta-feira da pergunta do referendo sobre o mandato do presidente Hugo Chávez, considerada por eles muito extensa e confusa. Os eleitores vão decidir, no dia 15 de agosto, se o líder vai seguir no cargo.

A cédula aprovada pelo Conselho Nacional Eleitoral traz o seguinte enunciado: "Você está de acordo em deixar sem efeito o mandato popular outorgado mediante eleições democráticas legítimas ao cidadão Hugo Rafael Chávez Frías, como Presidente da República Bolivariana da Venezuela para o atual período presidencial?".

"Repudiamos o conteúdo da pergunta, mas não vamos fazer disso uma questão de honra", disse o oposicionista Jesús Torrealba. Ele reclamou ainda do fato da pergunta não incluir o termo revogar.

. O dirigente oposicionista acrescentou que o consenso na Coordenação Democrática, grupo oposicionista, é que a pergunta "é extremamente deficiente, parecendo ter sido redigida pelo próprio Hugo Chávez. Ela não reúne nem os extremos exigidos pela lei que diz que deve ser simples e clara, nem revela o objetivo do processo revogatório".

"Entretanto, para nós é absolutamente irrelevante fazer um debate sobre a qualidade da estrutura da pergunta. Seja qual for a pergunta feita, vamos ganhar o referendo", assegurou. Ele insistiu em que "há uma clara expressão de vontade da sociedade venezuelana, manifestada no processo de coleta de assinaturas (para o referendo), que se reflete praticamente em todas as pesquisas de opinião. Existe essa tendência hoje, a 60 dias do referendo, e ela parece irreversível".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Oposição a Chávez critica pergunta de referendo na Venezuela

Da AFP

16/06/2004 | 13:52


A oposição venezuelana reclamou nesta quarta-feira da pergunta do referendo sobre o mandato do presidente Hugo Chávez, considerada por eles muito extensa e confusa. Os eleitores vão decidir, no dia 15 de agosto, se o líder vai seguir no cargo.

A cédula aprovada pelo Conselho Nacional Eleitoral traz o seguinte enunciado: "Você está de acordo em deixar sem efeito o mandato popular outorgado mediante eleições democráticas legítimas ao cidadão Hugo Rafael Chávez Frías, como Presidente da República Bolivariana da Venezuela para o atual período presidencial?".

"Repudiamos o conteúdo da pergunta, mas não vamos fazer disso uma questão de honra", disse o oposicionista Jesús Torrealba. Ele reclamou ainda do fato da pergunta não incluir o termo revogar.

. O dirigente oposicionista acrescentou que o consenso na Coordenação Democrática, grupo oposicionista, é que a pergunta "é extremamente deficiente, parecendo ter sido redigida pelo próprio Hugo Chávez. Ela não reúne nem os extremos exigidos pela lei que diz que deve ser simples e clara, nem revela o objetivo do processo revogatório".

"Entretanto, para nós é absolutamente irrelevante fazer um debate sobre a qualidade da estrutura da pergunta. Seja qual for a pergunta feita, vamos ganhar o referendo", assegurou. Ele insistiu em que "há uma clara expressão de vontade da sociedade venezuelana, manifestada no processo de coleta de assinaturas (para o referendo), que se reflete praticamente em todas as pesquisas de opinião. Existe essa tendência hoje, a 60 dias do referendo, e ela parece irreversível".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;