Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São-bernardense quer brilhar com a camisa da Itália

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Aos 21 anos, ala Gabriel Motta foi convocado para defender a Azzurra nas Eliminatórias da Euro 2022 de futsal


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

25/01/2021 | 00:01


Há muitas décadas o Brasil exporta jogadores de futebol para o mundo todo, situação que leva crianças desde cedo a sonharem em seguir carreira na bola para vestir as camisas dos principais clubes do planeta. Chegar à seleção, óbvio, é uma natural consequência recompensadora. E é mais ou menos o que vem vivendo o são-bernardense Gabriel Motta, 21 anos. Mas, ao invés do campo, ele domina mesmo é a quadra, onde há dois anos defende o Lido di Ostia, time de futsal da Itália. Mais do que isso, ele se naturalizou, ganhou as primeiras oportunidades na Azzurra para janelas de treinamentos e, agora, acaba de ser chamado para a pré-lista (composta por 19 nomes) para os primeiros compromissos da equipe nas Eliminatórias da Euro 2022, quinta-feira, contra Montenegro e no dia 2, contra a Finlândia. Os selecionados se apresentaram ontem.

“Estou muito feliz por essa convocação. Já havia sido chamado em outras duas oportunidades, só que para período de treinos. Dessa vez é para valer, na fase de classificação do Europeu de Futsal. Ainda terá alguns cortes na lista final, mas espero poder continuar e estrear da melhor forma no torneio continental”, exalta o jogador, o segundo mais jovem entre os convocados pelo técnico Massimiliano Bellarte.

Bicampeã europeia (2003 e 2014), a Itália tem histórico de contar com jogadores brasileiros. Na Copa do Mundo de 2008, por exemplo, utilizou equipe 100% composta por atletas nascidos no Brasil e naturalizados. Atualmente, além de Gabriel Motta, o selecionado italiano tem outros sete atletas tupiniquins: Dudu, Murilo Ferreira, Alex Merlim, Douglas Nicolodi, Gui Gaio, Marcelinho e Arlan.

Gabriel Motta começou no futsal no Grande ABC e despontou com a camisa do Primeiro de Maio FC, de Santo André, pelo qual, em 2015, disputou a Série Prata do Metropolitano, sendo destaque da equipe com incríveis 28 gols marcados. O desempenho chamou atenção do Corintihians, que lhe fez uma proposta. “Não tinha como recusar”, lembra o jogador. Ele defendeu o Timão de 2015 a 2017, quando chegou oferta do Maritime FC, da Sicilia, na Itália. “Cheguei lá em outubro de 2017 para jogar no sub-19, mas com plano de carreira para no ano seguinte já estar no adulto”, recorda. Mas foi então que outras equipes italianas demonstraram interesse no são-bernardense que, na temporada seguinte foi para o Arzignano Calcio. Em 2019, porém, se transferiu para o Lido di Ostia, no qual vem crescendo e sendo destaque. “Cada temporada que passa, tenho evoluído ainda mais e com certeza nos últimos jogos fui muito regular e decisivo, marcando gols em jogos complicados e ajudando a equipe”, exalta.

E o sucesso no time o trouxe recompensas ainda maiores, como a convocação à seleção da Itália. “Eu já tinha a cidadania italiana, porque meu pai tirou antes de eu ter 18 anos, então cheguei lá já com a possibilidade de naturalização. A Itália é o país que moro há mais de três anos, já posso chamar de casa, então defender as cores da Itália em qualquer competição internacional é uma satisfação enorme. É objetivo de qualquer jogador, creio eu, chegar na seleção de qualquer país que seja considerado como casa. Espero ajudar ao máximo a Itália a chegar na Euro. Uma nação tão grande nao pode ficar de fora”, projeta Gabriel Motta, que não pensa em voltar ao Brasil tão cedo. “Quero ficar na Europa, aqui tem mais oportunidade, mais vida. Muito difícil eu sair, só se for uma proposta muito acima q se torna irrecusável”, concluiu. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;