Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Saudade é a 7ª palavra mais difícil de traduzir, diz estudo


Do Diário OnLine
Com Agências

23/06/2004 | 14:21


Uma pesquisa realizada por uma empresa britânica com mil tradutores indicou a palavra portuguesa "saudade" como a sétima mais difícil de ser traduzida entre todas as línguas do mundo. O resultado do estudo foi publicado pela BBC Brasil.

A empresa Today Translations colocou no topo das listas a palavra ilunga, de um dialeto africano falado em regiões da República Democrática do Congo. Ela é usada para descrever uma pessoa que tolera um maltrato por duas vezes, mas nunca pela terceira vez.

A segunda palavra mais complicada é do idioma ídiche, falado por judeus da Europa Central e Oriental. Shlimazi significa uma pessoa com azar crônico.

A palavra polonesa radioukacz é a terceira da lista. Ela é usada para definir uma pessoa que trabalhou como telegrafista para movimentos contrários ao domínio da União Soviética nos países comunistas do Leste Europeu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saudade é a 7ª palavra mais difícil de traduzir, diz estudo

Do Diário OnLine
Com Agências

23/06/2004 | 14:21


Uma pesquisa realizada por uma empresa britânica com mil tradutores indicou a palavra portuguesa "saudade" como a sétima mais difícil de ser traduzida entre todas as línguas do mundo. O resultado do estudo foi publicado pela BBC Brasil.

A empresa Today Translations colocou no topo das listas a palavra ilunga, de um dialeto africano falado em regiões da República Democrática do Congo. Ela é usada para descrever uma pessoa que tolera um maltrato por duas vezes, mas nunca pela terceira vez.

A segunda palavra mais complicada é do idioma ídiche, falado por judeus da Europa Central e Oriental. Shlimazi significa uma pessoa com azar crônico.

A palavra polonesa radioukacz é a terceira da lista. Ela é usada para definir uma pessoa que trabalhou como telegrafista para movimentos contrários ao domínio da União Soviética nos países comunistas do Leste Europeu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;