Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 13 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

'Dirceu, seu emprego custou o meu', protestam funcionários de bingos


Do Diário OnLine

26/02/2004 | 18:29


Funcionários de casas de bingo do Distrito Federal e de Goiás promoveram uma manifestação na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, nesta quinta-feira, contra a medida provisória do Executivo que determinou o fechamento de todos os estabelecimentos que atuam com jogos de azar no país. Vestidos de preto, eles carregavam faixas e distribuíam panfletos responsabilizando o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, pela proibição dos bingos. "Zé Dirceu, o teu emprego custou o meu", dizia uma das faixas.

A MP dos bingos foi uma resposta do governo às denúncias envolvendo o ex-assessor da Casa Civil Waldomiro Diniz, que foi filmado pedindo propina ao bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, em 2002. O caso gerou a maior crise política já instalada no governo de Luiz Inácio Lula da Silva e, a partir da denúncia, tornaram-se públicas algumas investigações que apuravam o suposto envolvimento dos bingos com a lavagem internacional de dinheiro.

O presidente da Associação de Gerentes e Funcionários de Bingos de Goiás e Distrito Federal, José Maria Calvo Nieves, informou que o setor está organizando um novo protesto para a próxima quinta-feira, em frente ao Congresso Nacional, envolvendo pelo menos 15 mil funcionários de todo o país.

Sobre as denúncias de que as casas de bingo são instrumentos de lavagem de dinheiro, Nieves disse que o Ministério Público investiga o setor há três anos e que "nunca conseguiu comprovar as acusações".

Com Agência Brasil



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Dirceu, seu emprego custou o meu', protestam funcionários de bingos

Do Diário OnLine

26/02/2004 | 18:29


Funcionários de casas de bingo do Distrito Federal e de Goiás promoveram uma manifestação na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, nesta quinta-feira, contra a medida provisória do Executivo que determinou o fechamento de todos os estabelecimentos que atuam com jogos de azar no país. Vestidos de preto, eles carregavam faixas e distribuíam panfletos responsabilizando o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, pela proibição dos bingos. "Zé Dirceu, o teu emprego custou o meu", dizia uma das faixas.

A MP dos bingos foi uma resposta do governo às denúncias envolvendo o ex-assessor da Casa Civil Waldomiro Diniz, que foi filmado pedindo propina ao bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, em 2002. O caso gerou a maior crise política já instalada no governo de Luiz Inácio Lula da Silva e, a partir da denúncia, tornaram-se públicas algumas investigações que apuravam o suposto envolvimento dos bingos com a lavagem internacional de dinheiro.

O presidente da Associação de Gerentes e Funcionários de Bingos de Goiás e Distrito Federal, José Maria Calvo Nieves, informou que o setor está organizando um novo protesto para a próxima quinta-feira, em frente ao Congresso Nacional, envolvendo pelo menos 15 mil funcionários de todo o país.

Sobre as denúncias de que as casas de bingo são instrumentos de lavagem de dinheiro, Nieves disse que o Ministério Público investiga o setor há três anos e que "nunca conseguiu comprovar as acusações".

Com Agência Brasil

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;