Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Rádios fazem a integração das GCMs


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

10/09/2011 | 07:30


A região deu ontem o primeiro passo para integrar a comunicação entre as guardas civis municipais dos seis municípios - Rio Grande não tem GCM. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, esteve no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC para dar início ao projeto e entregar 370 rádios, 36 computadores e 12 impressoras. Os recursos, repassados por meio do Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania), são na ordem de R$ 800 mil.

A partir da próxima segunda-feira, as corporações das seis cidades poderão se comunicar via rádio. Segundo o coordenador de Segurança do Consórcio, Benedito Mariano, os equipamentos já estavam disponíveis para uso há cerca de 20 dias, mas dependiam que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) liberasse a utilização de frequência específica em comum.

"Com o novo sistema, os guardas de um município podem comunicar a cidade vizinha no caso de o suspeito atravessar a divisa durante uma perseguição, por exemplo", explicou Mariano, que é secretário de Segurança Urbana de São Bernardo.

Para o presidente do Consórcio e prefeito de Diadema, Mário Reali (PT), a rede de comunicação vai auxiliar na transposição das barreiras físicas entre os municípios. "Não haverá a necessidade de o guarda atravessar a divisa. Mesmo assim, dependendo do caso, poderá haver diálogo para que a perseguição continue na outra cidade de forma excepcional, sem invasão."

O Consórcio também encaminhou ao Ministério da Justiça projeto para a construção de um centro de formação integrado para todas as GCMs da região, que funcionaria em São Bernardo. Ainda não há definição de valores, pois a Pasta precisa avaliar a proposta encaminhada. "Não tem como falar em integrar guarda se não capacitá-las em conjunto", considera a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, também presente ao evento de ontem.

Outra proposta em discussão é a criação do Observatório de Segurança das GCMs. Desde 2010, as guardas já utilizam sistema integrado de ocorrências. Ainda não há prazo definido para a criação do centro de estatísticas.

 

Grande ABC adere à Campanha do Desarmamento 

O presidente do Consórcio Intermunicipal, Mário Reali (PT), assinou ontem a adesão da região à Campanha do Desarmamento criada pelo Ministério da Justiça. Segundo Reali, nas próximas duas semanas, as prefeituras deverão definir pontos para que a população entregue as armas de fogo de forma voluntária.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, salientou que os doadores não precisarão ser identificados no momento da entrega. Cardozo também prometeu agilidade no pagamento da indenização aos voluntários - que varia entre R$ 100 e R$ 300, de acordo com o tipo da arma.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;