Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Barrichello promete 'se vingar' de Ralf


Flavio Gomes
De Imola, para o Diário

25/04/2004 | 19:56


Rubens Barrichello ficou irritado e frustrado com o resultado do GP de San Marino. Primeiro, porque com um carro igual ao que venceu a corrida terminou em sexto, mais de 30s atrás, tendo ficado, em alguns momentos da prova, a cerca de 1min do líder. Segundo, porque seu maior desafeto na F-1, Ralf Schumacher, teria sido muito agressivo na defesa de sua posição. A ponto de o brasileiro deixar no ar uma ameaça ao alemão para o futuro.

“Não sou muito de reclamar, mas o Ralf hoje parecia que estava guiando kart. Me botou na grama umas duas, três vezes, sem necessidade nenhuma. O Ralf está cada vez mais preparado contra minha pessoa, porque já passei por ele várias vezes, então agora o negócio é jogar o carro em cima.” Rubens disse que quer esquecer o GP de San Marino, e se possível, o circuito de Imola. “Este fim de semana foi muito pesado. Para nós, brasileiros, Imola é muito pesado, depois de tudo que aconteceu”, falou, sobre os dez anos da morte de Senna. “Na corrida, passei o tempo inteiro encaixotado. Fiquei no meio do tráfego, sem ter muito o que fazer. É frustrante você saber que tem um carro para ganhar a corrida e não conseguir passar os outros porque chega perto, o cara dá uma fechada, mesmo com um carro superior...”

Barrichello, quarto no grid, perdeu duas posições na largada, para Ralf e Sato. Nas paradas de box, trocou posições com Trulli e Alonso, mas não conseguiu, de fato, passar ninguém. No final, os dois carros da Renault estavam à sua frente, assim como Ralf, quando o alemão rodou numa disputa com Alonso e o brasileiro herdou a colocação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Barrichello promete 'se vingar' de Ralf

Flavio Gomes
De Imola, para o Diário

25/04/2004 | 19:56


Rubens Barrichello ficou irritado e frustrado com o resultado do GP de San Marino. Primeiro, porque com um carro igual ao que venceu a corrida terminou em sexto, mais de 30s atrás, tendo ficado, em alguns momentos da prova, a cerca de 1min do líder. Segundo, porque seu maior desafeto na F-1, Ralf Schumacher, teria sido muito agressivo na defesa de sua posição. A ponto de o brasileiro deixar no ar uma ameaça ao alemão para o futuro.

“Não sou muito de reclamar, mas o Ralf hoje parecia que estava guiando kart. Me botou na grama umas duas, três vezes, sem necessidade nenhuma. O Ralf está cada vez mais preparado contra minha pessoa, porque já passei por ele várias vezes, então agora o negócio é jogar o carro em cima.” Rubens disse que quer esquecer o GP de San Marino, e se possível, o circuito de Imola. “Este fim de semana foi muito pesado. Para nós, brasileiros, Imola é muito pesado, depois de tudo que aconteceu”, falou, sobre os dez anos da morte de Senna. “Na corrida, passei o tempo inteiro encaixotado. Fiquei no meio do tráfego, sem ter muito o que fazer. É frustrante você saber que tem um carro para ganhar a corrida e não conseguir passar os outros porque chega perto, o cara dá uma fechada, mesmo com um carro superior...”

Barrichello, quarto no grid, perdeu duas posições na largada, para Ralf e Sato. Nas paradas de box, trocou posições com Trulli e Alonso, mas não conseguiu, de fato, passar ninguém. No final, os dois carros da Renault estavam à sua frente, assim como Ralf, quando o alemão rodou numa disputa com Alonso e o brasileiro herdou a colocação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;