Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Polícia estoura desmanche e mata 3 em SP


Do Diário OnLine

31/08/2001 | 09:13


A polícia estourou na noite de quinta-feira um desmanche de carros no Jaçanã, zona Norte de São Paulo depois de receber uma denúncia anônima. Durante a operação, três homens morreram e dezenas carrocerias de automóveis nacionais e importados, chassis adulterados, centenas de peças de motor, placas frias e cabines de caminhões foram apreendidas.

Várias pessoas trabalhavam na desmanche conseguiram fugir. Duas delas, Adílson Motta de Souza, 34, e Edivaldo José Gomes, 31, estavam armados e tentaram escapar pelos telhados de casas vizinhas. Na troca de tiros, os dois foram baleados e morreram.

Depois de vinte minutos, os policiais receberam uma chamada de um morador do bairro cujo quintal foi invadido por outro bandido. Ao atender ao chamdo, a polícia foi recebida a tiros por Erinaldo Mrcena da Silva, 24, que estava com uma pistola 380 e também morreu no tiroteio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia estoura desmanche e mata 3 em SP

Do Diário OnLine

31/08/2001 | 09:13


A polícia estourou na noite de quinta-feira um desmanche de carros no Jaçanã, zona Norte de São Paulo depois de receber uma denúncia anônima. Durante a operação, três homens morreram e dezenas carrocerias de automóveis nacionais e importados, chassis adulterados, centenas de peças de motor, placas frias e cabines de caminhões foram apreendidas.

Várias pessoas trabalhavam na desmanche conseguiram fugir. Duas delas, Adílson Motta de Souza, 34, e Edivaldo José Gomes, 31, estavam armados e tentaram escapar pelos telhados de casas vizinhas. Na troca de tiros, os dois foram baleados e morreram.

Depois de vinte minutos, os policiais receberam uma chamada de um morador do bairro cujo quintal foi invadido por outro bandido. Ao atender ao chamdo, a polícia foi recebida a tiros por Erinaldo Mrcena da Silva, 24, que estava com uma pistola 380 e também morreu no tiroteio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;