Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Paixão de Cristo
emociona Sto.André

Encenação realizada pela Paróquia Senhor do Bonfim
reuniu 5.000 pessoas no Parque das Nações nesta sexta


Cadu Proieti
Do Diário do Grande ABC

07/04/2012 | 07:00


Com pompa de grandes apresentações teatrais, a encenação da Paixão de Cristo realizada ontem na Paróquia Senhor do Bonfim, Parque das Nações, Santo André, emocionou os cerca de 5.000 fiéis que estiveram no local para assistir à peça no feriado religioso de Sexta-Feira Santa. O evento teve inicio às 20h30 e durou aproximadamente duas horas. A apresentação contou a história da morte e ressurreição de Jesus.

A aposentada Berenice Pimentel, 72 anos, comparece a igreja todos os anos para acompanhar a peça. “É um espetáculo. eles conseguem passar a mensagem positiva e transmitir só coisa boa. Lindo demais”, afirmou.

O casal Vinicius de Carvalho e Neide Ribeiro estiveram presentes pela primeira vez e levaram a filha Giovanna para acompanhar a apresentação. “Moro aqui perto e sempre ouvi falar muito bem desta encenação. Como não fui viajar neste ano, resolvi prestigiar”, disse Carvalho.

A apresentação conta com cerca de 200 atores e atrizes que se oferecem para interpretar a mais famosa passagem bíblica; nenhum deles é profissional. Em dezembro, o texto foi entregue aos participantes. Os ensaios foram iniciados em janeiro e realizados quatro vezes por semana.

Antônio Cesar Arado, 44, sempre atuou na encenação. Neste ano foi a primeira vez em que interpretou o papel de Jesus. Nas edições anteriores, Arado foi Barrabás, prisioneiro que ganhou liberdade em troca da condenação de Cristo como falso messias.

“Era totalmente o oposto. Passei do núcleo ruim para o bom. É muito emocionante representar o poder máximo dos cristãos. A responsabilidade é grande”, relatou.

Arado trabalha como vendedor durante o dia e DJ em algumas noites. Ele afirma que é difícil arrumar tempo para os ensaios, mas se sente gratificado pelo resultado final da obra. “São quatro meses de dedicação. Graças a Deus, o público entende a mensagem que queremos passar.”

Essa foi a 12ª apresentação consecutiva da Paixão de Cristo. No ano 2000, o Frei Ismael Stangerlin reuniu as principais lideranças em artes cênicas da paróquia , com o objetivo de dar início à dramatização e encenação. O objetivo era atrair jovens e incentivar o envolvimento com a igreja.

São investidos cerca de R$ 45 mil para realização do evento, contando com estrutura, iluminação e figurino. O valor é proveniente do Fundo de Cultura da Prefeitura de Santo André.

“Não é só uma peça teatral. Fazemos grande oração e chamamos toda a comunidade para rezar em conjunto”, afirmou Amanda Orazzio, uma das coordenadoras da produção.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;