Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Quarteirão tem condição para receber leitos, banca Lauro

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em Diadema, prefeito vive expectativa de aval do Estado após diversas negativas no passado


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

05/06/2020 | 00:01


O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), reafirmou que o Quarteirão da Saúde tem plena condição para receber um hospital de campanha para tratar de pacientes com a Covid-19 e disse estar na expectativa de, depois de idas e vindas, obter recursos estaduais para montagem do equipamento.

Na quarta-feira, após reiteradas negativas, o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi (PSDB), admitiu que a gestão paulista pode investir na abertura de leitos de tratamento da Covid em Diadema. Está agendada para amanhã visita técnica no Quarteirão.

Lauro alegou que a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda usar equipamento já estruturado para abrigar um hospital de campanha. Os 100 leitos deverão ser instalados no segundo andar.

“Estamos na expectativa. O local escolhido tem todas as condições de receber um hospital de campanha. O Ministério da Saúde preconiza, a OMS recomenda utilizar um equipamento já estruturado para acolher hospital de campanha. Eu bati nesta tecla desde o início”, sustentou Lauro.

Conforme o prefeito, a área que receberá os leitos está ociosa porque seria uma unidade da Rede Lucy Montoro, o que até o momento não foi concretizado. A área total do segundo andar do prédio tem 2.000 metros quadrados.

A estimativa de investimento é de aproximadamente R$ 8 milhões no primeiro mês, devido à compra de material. Nos demais meses, de R$ 4 milhões a R$ 5 milhões. A Prefeitura formalizou em março pedido para instalar hospital de campanha no Quarteirão. O Estado negou, alegando que já havia enviado R$ 4,2 milhões para a cidade conter o avanço da Covid-19. A verba foi utilizada para a compra de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). A situação fez com que o prefeito Lauro criticasse publicamente o governador João Doria (PSDB).

HABITAÇÃO
Lauro obteve aval junto ao governo do Estado de liberação de R$ 1 milhão do Programa Nossa Casa para construção de 80 unidades habitacionais em Diadema. O objetivo é que famílias de baixa renda – até três salários mínimos – possam ter acesso à aquisição da casa própria.

“Gostaria de agradecer ao governador João Doria, ao vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) e ao secretário estadual da Habitação, Flávio Amary, pelo recurso do Programa Nossa Casa-Apoio, que beneficiará 80 famílias do Conjunto Liberdade”, declarou o prefeito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quarteirão tem condição para receber leitos, banca Lauro

Em Diadema, prefeito vive expectativa de aval do Estado após diversas negativas no passado

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

05/06/2020 | 00:01


O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), reafirmou que o Quarteirão da Saúde tem plena condição para receber um hospital de campanha para tratar de pacientes com a Covid-19 e disse estar na expectativa de, depois de idas e vindas, obter recursos estaduais para montagem do equipamento.

Na quarta-feira, após reiteradas negativas, o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi (PSDB), admitiu que a gestão paulista pode investir na abertura de leitos de tratamento da Covid em Diadema. Está agendada para amanhã visita técnica no Quarteirão.

Lauro alegou que a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda usar equipamento já estruturado para abrigar um hospital de campanha. Os 100 leitos deverão ser instalados no segundo andar.

“Estamos na expectativa. O local escolhido tem todas as condições de receber um hospital de campanha. O Ministério da Saúde preconiza, a OMS recomenda utilizar um equipamento já estruturado para acolher hospital de campanha. Eu bati nesta tecla desde o início”, sustentou Lauro.

Conforme o prefeito, a área que receberá os leitos está ociosa porque seria uma unidade da Rede Lucy Montoro, o que até o momento não foi concretizado. A área total do segundo andar do prédio tem 2.000 metros quadrados.

A estimativa de investimento é de aproximadamente R$ 8 milhões no primeiro mês, devido à compra de material. Nos demais meses, de R$ 4 milhões a R$ 5 milhões. A Prefeitura formalizou em março pedido para instalar hospital de campanha no Quarteirão. O Estado negou, alegando que já havia enviado R$ 4,2 milhões para a cidade conter o avanço da Covid-19. A verba foi utilizada para a compra de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). A situação fez com que o prefeito Lauro criticasse publicamente o governador João Doria (PSDB).

HABITAÇÃO
Lauro obteve aval junto ao governo do Estado de liberação de R$ 1 milhão do Programa Nossa Casa para construção de 80 unidades habitacionais em Diadema. O objetivo é que famílias de baixa renda – até três salários mínimos – possam ter acesso à aquisição da casa própria.

“Gostaria de agradecer ao governador João Doria, ao vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) e ao secretário estadual da Habitação, Flávio Amary, pelo recurso do Programa Nossa Casa-Apoio, que beneficiará 80 famílias do Conjunto Liberdade”, declarou o prefeito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;