Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Passeios ao ar livre em Bariloche

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

14/10/2020 | 14:48


Quem está planejando viajar para lugares isolados quando se sentir mais seguro pode incluir Bariloche na lista de opções. Famosa por arrastar multidões de brasileiros nos meses de inverno, o destino está mais calmo neste ano por conta da pandemia, o que favorece a visita de seus lindos trechos naturais, inclusive quando a neve derreter.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

O que fazer em Bariloche no verão

San Carlos de Bariloche está localizada na província de Rio Negro, em meio à Patagônia argentina,. Limitada pelo lago glacial Nahuel Huapi, junto à Cordilheira dos Andes, a cidade é marcada pela arquitetura no estilo alpino suíço, pelo chocolate, pela cerveja artesanal e pela natureza abundante.

LEIA MAIS: COMO ESTÁ SENDO A REABERTURA DOS HOTÉIS NO BRASIL E NO MUNDO
BRASILEIROS DO BLOG CULTUGA FALAM SOBRE A REABERTURA DO TURISMO EM PORTUGAL

Quem vai até lá no inverno costumam esquiar montanha abaixo e curtir o clima famoso da vila. Nos períodos mais quentes do ano, dá para fazer caminhadas ao redor do lago e até curtir praia, por incrível que pareça.

A boa notícia para os brasileiros que não veem a hora de viajar é que não é necessário ter visto e muito menos passaporte para visitar Bariloche. Apenas o documento de identidade oficial do Brasil (exceto a CNH) já vale para conhecer as maravilhas naturais da região.

Praias

Para muita gente, a ideia de ir a Bariloche no verão ainda soa estranha, mas é fato que a região oferece inúmeras atrações no período.

O Lago Nahuel Huapi, por exemplo, é cercado por seis praias: Centenário, do Centro, Melipal, Bonita, Serena e Villa Tacul. Todas elas são banhadas por águas azuis e transparentes, oriundas do degelo das montanhas.

Outro destino que vale o passeio é o Lago Gutierrez, rodeado por bosques com águas mais temperadas, já que o volume principal não é formado pelo degelo, mas pelas chuvas. O local conta com as praias Villa Los Coihues, Lado Oeste e Lado Leste e Sul.

Com tempo, considere também ir ao Lago Mascardi. Localizada no Parque Nahuel Huapi, a área verde ideal para pescar, navegar, fazer camping, piqueniques e trekking.

Atividades

Para quem curte esportes radicais, Bariloche tem um leque variado de opções. Ali é possível fazer mergulho, caiaque, kitesurf, navegação (por meio do clube náutico), rafting, stand up paddle e stand up rafting – modalidade que mistura stand up paddle a rafting.

Em terra firme, há trilhas para caminhada, mountain bike, escalada e cavalgadas. Agora, se a ideia é se aventurar pelos ares patagônicos, dá para viver experiências como arvorismo e parapente por lá.

Passeios diferente em Bariloche

Um dos lugares que as crianças amam em Bariloche é o Nahuelito, o parque dos dinossauros da Patagônia. O local tem 30 réplicas de dinossauros em tamanho real, espalhados por toda a área.

Já para quem deseja vivenciar um pouquinho do frio de Bariloche mesmo no verão, existem pistas de patinação e um bar de gelo que funciona o ano inteiro na cidade.

Gastronomia

A boa gastronomia é outro destaque de Bariloche. Existem diversos restaurantes e outros lugares para degustar as comidas típicas da região, como cordeiro, truta e defumados em geral.

Outra tradição local são as cervejas artesanais, produzidas há quase 100 anos. Por toda a cidade é possível encontrar cervejarias, muito próximas umas das outras, o que fez com que a região formasse uma “estrada cervejeira”.

Além disso, Bariloche é a capital nacional do chocolate. Os visitantes podem percorrer as chocolaterias e ver de perto como o produto é feito e, inclusive, visitar um museu dedicado à especiaria.

Turismo na Argentina 

A cidade de Buenos Aires funciona como porta de entrada para os brasileiros que querem conhecer a Argentina. Depois de explorar a capital, a dica é seguir para outras regiões turísticas, como Mendoza, recomendada para os fãs de vinhos. Perfeitas para quem quer ver neve, Bariloche e Ushuaia também não podem faltar no roteiro. Na galeria, veja os principais lugares para fazer turismo na Argentina.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Passeios ao ar livre em Bariloche

Redação
Do Rota de Férias

14/10/2020 | 14:48


Quem está planejando viajar para lugares isolados quando se sentir mais seguro pode incluir Bariloche na lista de opções. Famosa por arrastar multidões de brasileiros nos meses de inverno, o destino está mais calmo neste ano por conta da pandemia, o que favorece a visita de seus lindos trechos naturais, inclusive quando a neve derreter.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

O que fazer em Bariloche no verão

San Carlos de Bariloche está localizada na província de Rio Negro, em meio à Patagônia argentina,. Limitada pelo lago glacial Nahuel Huapi, junto à Cordilheira dos Andes, a cidade é marcada pela arquitetura no estilo alpino suíço, pelo chocolate, pela cerveja artesanal e pela natureza abundante.

LEIA MAIS: COMO ESTÁ SENDO A REABERTURA DOS HOTÉIS NO BRASIL E NO MUNDO
BRASILEIROS DO BLOG CULTUGA FALAM SOBRE A REABERTURA DO TURISMO EM PORTUGAL

Quem vai até lá no inverno costumam esquiar montanha abaixo e curtir o clima famoso da vila. Nos períodos mais quentes do ano, dá para fazer caminhadas ao redor do lago e até curtir praia, por incrível que pareça.

A boa notícia para os brasileiros que não veem a hora de viajar é que não é necessário ter visto e muito menos passaporte para visitar Bariloche. Apenas o documento de identidade oficial do Brasil (exceto a CNH) já vale para conhecer as maravilhas naturais da região.

Praias

Para muita gente, a ideia de ir a Bariloche no verão ainda soa estranha, mas é fato que a região oferece inúmeras atrações no período.

O Lago Nahuel Huapi, por exemplo, é cercado por seis praias: Centenário, do Centro, Melipal, Bonita, Serena e Villa Tacul. Todas elas são banhadas por águas azuis e transparentes, oriundas do degelo das montanhas.

Outro destino que vale o passeio é o Lago Gutierrez, rodeado por bosques com águas mais temperadas, já que o volume principal não é formado pelo degelo, mas pelas chuvas. O local conta com as praias Villa Los Coihues, Lado Oeste e Lado Leste e Sul.

Com tempo, considere também ir ao Lago Mascardi. Localizada no Parque Nahuel Huapi, a área verde ideal para pescar, navegar, fazer camping, piqueniques e trekking.

Atividades

Para quem curte esportes radicais, Bariloche tem um leque variado de opções. Ali é possível fazer mergulho, caiaque, kitesurf, navegação (por meio do clube náutico), rafting, stand up paddle e stand up rafting – modalidade que mistura stand up paddle a rafting.

Em terra firme, há trilhas para caminhada, mountain bike, escalada e cavalgadas. Agora, se a ideia é se aventurar pelos ares patagônicos, dá para viver experiências como arvorismo e parapente por lá.

Passeios diferente em Bariloche

Um dos lugares que as crianças amam em Bariloche é o Nahuelito, o parque dos dinossauros da Patagônia. O local tem 30 réplicas de dinossauros em tamanho real, espalhados por toda a área.

Já para quem deseja vivenciar um pouquinho do frio de Bariloche mesmo no verão, existem pistas de patinação e um bar de gelo que funciona o ano inteiro na cidade.

Gastronomia

A boa gastronomia é outro destaque de Bariloche. Existem diversos restaurantes e outros lugares para degustar as comidas típicas da região, como cordeiro, truta e defumados em geral.

Outra tradição local são as cervejas artesanais, produzidas há quase 100 anos. Por toda a cidade é possível encontrar cervejarias, muito próximas umas das outras, o que fez com que a região formasse uma “estrada cervejeira”.

Além disso, Bariloche é a capital nacional do chocolate. Os visitantes podem percorrer as chocolaterias e ver de perto como o produto é feito e, inclusive, visitar um museu dedicado à especiaria.

Turismo na Argentina 

A cidade de Buenos Aires funciona como porta de entrada para os brasileiros que querem conhecer a Argentina. Depois de explorar a capital, a dica é seguir para outras regiões turísticas, como Mendoza, recomendada para os fãs de vinhos. Perfeitas para quem quer ver neve, Bariloche e Ushuaia também não podem faltar no roteiro. Na galeria, veja os principais lugares para fazer turismo na Argentina.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;