Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

CBF demite médico que acusou PSV de dopar Ronaldo


Das Agências

16/02/2008 | 07:04


O caso Ronaldo agita o Brasil e a Europa. O PSV Eindhoven, da Holanda, acusado de ter utilizado anabolizantes no trabalho de crescimento do craque em 1994, calou-se. Já o médico Bernardino Santi, que falou na quinta-feira que o atacante usou esteróides, foi demitido pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), para a qual trabalhava havia seis anos como coordenador estadual do controle de dopagem.

“Alegaram que extrapolei minha função de coordenador estadual de doping, mas apenas dei minha opinião”, desabafou o médico. Apesar de ter perdido o emprego, Santi sustentou que “é muito difícil alguém crescer do jeito que Ronaldo cresceu depois da puberdade.”

De acordo com o boletim médico divulgado ontem pelo hospital Pitié-Salpétrière, em Paris, onde o Fenômeno operou na última quinta-feira o joelho esquerdo, o quadro pós-operatório imediato é “favorável”.

 

APOIO

O presidente Lula enviou ontem uma carta a Ronaldo. Trecho do documento diz: “menino, segue em frente, resiste, não desanima; tão forte quanto a dor e a decepção é a resistência que Deus lhe deu para perseverar, para teimar e vencer todos os obstáculos.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;