Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Alcatel-Lucent reduz prejuízo no 1º trimestre



09/05/2014 | 03:43


A Alcatel-Lucent reduziu o prejuízo líquido do primeiro trimestre com a redução de custos e o crescimento na divisão de roteadores de internet.

A companhia registrou um prejuízo líquido de 73 milhões de euros entre janeiro e março, ante perdas de 353 milhões de euros um ano antes. As despesas de vendas, gerais e administrativas caíram cerca de 20%.

O lucro operacional de 33 milhões de euros superou a projeção de analistas, que esperavam um número próximo a zero. No mesmo período do ano anterior, a companhia havia registrado perdas operacionais de 179 milhões de euros.

Mesmo assim, a empresa continuou a queimar caixa, com uma perda de 398 milhões de euros no fluxo de caixa livre, comparável a um resultado negativo de 544 milhões de euros um ano antes. O número é ajustado pelas operações descontinuadas.

As receitas caíram 3,3%, para 2,96 bilhões de euros, amplamente por conta da valorização do euro contra o dólar e pela queda redução na divisão de serviços gerenciados, na qual a empresa está encerrando contratos considerados não rentáveis. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alcatel-Lucent reduz prejuízo no 1º trimestre


09/05/2014 | 03:43


A Alcatel-Lucent reduziu o prejuízo líquido do primeiro trimestre com a redução de custos e o crescimento na divisão de roteadores de internet.

A companhia registrou um prejuízo líquido de 73 milhões de euros entre janeiro e março, ante perdas de 353 milhões de euros um ano antes. As despesas de vendas, gerais e administrativas caíram cerca de 20%.

O lucro operacional de 33 milhões de euros superou a projeção de analistas, que esperavam um número próximo a zero. No mesmo período do ano anterior, a companhia havia registrado perdas operacionais de 179 milhões de euros.

Mesmo assim, a empresa continuou a queimar caixa, com uma perda de 398 milhões de euros no fluxo de caixa livre, comparável a um resultado negativo de 544 milhões de euros um ano antes. O número é ajustado pelas operações descontinuadas.

As receitas caíram 3,3%, para 2,96 bilhões de euros, amplamente por conta da valorização do euro contra o dólar e pela queda redução na divisão de serviços gerenciados, na qual a empresa está encerrando contratos considerados não rentáveis. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;