Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Clinton pede à Rússia respeito ao tratado sobre armas


Do Diário do Grande ABC

19/11/1999 | 09:35


O presidente Bill Clinton pediu esta sexta-feira à Rússia que respeite sem demora o tratado sobre armas convencionais na Europa (CFE), ``reduzindo suas forças no Norte do Cáucaso'', firmado na reuniao da OSCE em Istambul.

Clinton advertiu que nao submeterá esse texto para retificaçao pelo Congresso dos EUA enquanto Moscou nao se submeter a essa obrigaçao.

``A Rússia prometeu respeitar os dispositivos do tratado aprovado que se refere aos flancos (europeus), reduzindo suas forças no Norte do Cáucaso. Isto deve ser feito o mais breve possível. Nao submeterei este acordo para ser ratificado pelo Senado enquanto as forças russas nao tiverem voltado aos flancos e aos limites autorizados pelo tratado'', declarou Clinton em um texto distribuído pela Casa Branca.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Clinton pede à Rússia respeito ao tratado sobre armas

Do Diário do Grande ABC

19/11/1999 | 09:35


O presidente Bill Clinton pediu esta sexta-feira à Rússia que respeite sem demora o tratado sobre armas convencionais na Europa (CFE), ``reduzindo suas forças no Norte do Cáucaso'', firmado na reuniao da OSCE em Istambul.

Clinton advertiu que nao submeterá esse texto para retificaçao pelo Congresso dos EUA enquanto Moscou nao se submeter a essa obrigaçao.

``A Rússia prometeu respeitar os dispositivos do tratado aprovado que se refere aos flancos (europeus), reduzindo suas forças no Norte do Cáucaso. Isto deve ser feito o mais breve possível. Nao submeterei este acordo para ser ratificado pelo Senado enquanto as forças russas nao tiverem voltado aos flancos e aos limites autorizados pelo tratado'', declarou Clinton em um texto distribuído pela Casa Branca.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;