Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 9 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara teme dar cheque em branco ao governo Auricchio

Celso Luiz/DGABC 13/4/22 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Executivo são-caetanense omite dos vereadores os detalhes sobre a aplicação de empréstimos de R$ 78 milhões


Da Redação

24/06/2022 | 09:11


Apreciação de dois projetos em que o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), solicita à câmara autorização para contrair empréstimo de R$ 78 milhões está cercado de polêmica. Vereadores da ala oposicionista entendem que falta transparência nas proposituras e temem que o Legislativo avalize espécie de cheque em branco para o chefe do Executivo. Duas sessões extraordinárias, convocadas para hoje (23), a partir das 10h, devem aprovar o pleito do chefe do Executivo.

Um dos projetos pede R$ 70 milhões ao Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento). Conforme a propositura, o valor seria utilizado para reforma e construção de diversos equipamentos na cidade: requalificação da Praça Cardeal Arcoverde, reforma do Viaduto Independência e construção mais reforma de escolas municipais. Acontece que não há designação de quais serão os valores empregados nas intervenções, o que chamou a atenção dos vereadores que integram a bancada de oposição

"É como se os vereadores estivessem dando um cheque em branco ao prefeito e ele pudesse utilizar o dinheiro da forma que quisesse. Eu propus uma emenda aos projetos pedindo que o prefeito coloque os valores corretos e para quais empreendimentos estes valores serão utilizados", declarou ao Diário o vereador Jander Lira (PSD).

Já o outro projeto requisita o empréstimo de R$ 8 milhões junto ao programa Desenvolve SP. A verba deverá ser utilizada para a construção do Complexo Municipal de Diagnóstico e Reabilitação da Pessoa com Deficiência. Apesar da descrição, ainda que simples, de onde seria utilizado o dinheiro captado, os parlamentares são-caetanenses questionam a falta de detalhes que poderiam dar maior clareza aos projetos apresentados pela administração Auricchio.

TENSÃO

O trâmite dos dois projetos encaminhados pelo Executivo provocou tensão nas comissões permanentes do Legislativo, por onde transitam antes de seguir para a avaliação do plenário. O governo enfrentou resistência de alguns parlamentares. Ambos os textos receberam aval, mas não por unanimidade.

Na Comissão de Orçamento e Finanças, formada pelos parlamentares Thai Spinello (Novo), Gilberto Costa (Avante), Daniel Córdoba (PSDB), Beto Vidoski (PSDB) e Ubiratan Figueiredo (PSD), os dois últimos decidiram levar a constitucionalidade dos projetos ao plenário da câmara.

O mesmo ocorreu na Comissão de Justiça e Redação, constituída por Professor Rodnei (Cidadania), Marcos Fontes (PSDB), Matheus Gianello (PL), Jander Lira e Américo Scucuglia (PTB). Lira e Scucuglia também optaram por levar a discussão da legalidade das matérias ao demais vereadores. Nos bastidores, há a informação de que a vereadora Thai Spinello recebeu pressão dos demais parlamentares para votar favorável aos dois empréstimos municipais.

Presidente do Legislativo, Tite Campanella (Cidadania), aliado de Auricchio, de quem ocupou a cadeira interinamente em 2021, convocou os parlamentares para apreciar os dois projetos em duas sessões extraordinárias na manhã desta sexta-feira.

A equipe do Diário questionou a Prefeitura de São Caetano sobre a falta de informações nos projetos apresentados pela administração, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;