Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Sem vencedor claro, prévia democrata em Iowa indica resultado ruim de Biden



05/02/2020 | 07:00


O resultado parcial das prévias em Iowa, divulgado ontem, surpreendeu ao mostrar o moderado Pete Buttigieg na liderança, com uma estreita margem à frente do senador Bernie Sanders. O anúncio preliminar indicou um resultado ruim do ex-vice-presidente Joe Biden - um quarto lugar - e não escondeu o caos da noite anterior, quando a direção estadual democrata admitiu "inconsistências" na tabulação dos resultados.

Com problemas técnicos na apuração, os democratas mergulharam em uma crise interna já na largada da campanha presidencial. Pela primeira vez, o partido demorou quase 24 horas para começar a liberar as informações. Os resultados incompletos não aliviaram a tensão das campanhas eleitorais.

Em conversa por telefone com representantes partidários, o diretor do Partido Democrata em Iowa, Troy Price, rejeitou dar um cronograma completo da divulgação dos resultados e tampouco respondeu se 100% dos votos serão conhecidos em questão de dias ou semanas.

Os partidos fazem prévias nos Estados para indicar o nome que desejam ver como candidato na eleição presidencial. Iowa é o primeiro Estado a votar.

Quem larga bem em geral é beneficiado por um efeito cascata. Neste ano, o cenário embolado já jogaria naturalmente atenção para as próximas três disputas: New Hampshire, Nevada e Carolina do Sul. A falta de divulgação de resultados no tempo esperado acrescentou novo componente de instabilidade.

O presidente Donald Trump aproveitou a confusão para ridicularizar os democratas e declarar-se como o grande vencedor da noite. A desorganização pode levar o Estado, que tem menos de 1% da população do país, mas um peso político importante, a perder a prerrogativa de ser o primeiro a definir as indicações.

Desempenho

Com 62% dos votos apurados, Buttigieg, ex-prefeito de South Bend, no Estado de Indiana, tinha 26,9% dos votos. Até ontem, ele aparecia em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto em Iowa, atrás de Sanders e de Biden - que estavam empatados na primeira posição. Segundo os resultados preliminares, Sanders tinha 25,1% dos votos. Se o placar final fosse esse, cada um dos dois receberia o mesmo número de delegados na convenção partidária em julho.

O voto dos eleitores nas prévias define a quantidade de delegados que cada candidato terá direito na convenção nacional. Os candidatos passam a ter um número de representantes proporcional ao apoio que tiveram entre os eleitores nos Estados - exceto nos Estados em que o vencedor leva todos os delegados. Quem obtiver a maioria dos 3.979 votos do partido na reunião da sigla é o nomeado candidato. Em Iowa, estão em jogo 41 delegados partidários. Na prática, portanto, Sanders e Buttigieg estariam empatados.

Segundo os resultados preliminares, Biden aparece em quarto lugar, com 15,6% dos votos, atrás de Elizabeth Warren, com 18,3%. A senadora Amy Klobuchar tinha 12,6%, Andrew Yang, 1,1%, e Tom Steyer, 0,3%. Michael Bloomberg, ex-prefeito de Nova York, não fez campanha e não participou da votação.

A campanha de Sanders ainda calcula que o senador saia vitorioso no Estado, quatro anos após receber 49,6% dos votos contra 49,9% de Hillary Clinton.

A surpresa em torno de Buttigieg não está em sua liderança, já que o resultado final pode mudar. A vitória parcial do prefeito é aparecer com uma folgada vantagem sobre Biden. Os dois disputam a mesma faixa do eleitorado: democratas centristas que acreditam que um candidato moderado é o mais apto a vencer Trump em novembro.

Com 37 anos, Buttigieg é o mais novo entre os mais bem colocados. Ele foi prefeito de uma pequena cidade do Estado de Indiana, é religioso e o primeiro candidato à Casa Branca declaradamente gay. Diferentemente de Biden, ele tem baixa rejeição entre jovens progressistas, apoiadores de Warren e de Sanders.

Uma série de mudanças foi implementada neste ano, entre elas a necessidade de computar e reportar três dados: o número de votos de cada candidato na primeira e na segunda rodadas de consulta e a proporção de delegados que os candidatos terão direto na convenção partidária. Como Iowa faz suas prévias em formato de caucus - um tipo de assembleia -, há possibilidade de um realinhamento dos eleitores em um segundo turno de votação.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sem vencedor claro, prévia democrata em Iowa indica resultado ruim de Biden


05/02/2020 | 07:00


O resultado parcial das prévias em Iowa, divulgado ontem, surpreendeu ao mostrar o moderado Pete Buttigieg na liderança, com uma estreita margem à frente do senador Bernie Sanders. O anúncio preliminar indicou um resultado ruim do ex-vice-presidente Joe Biden - um quarto lugar - e não escondeu o caos da noite anterior, quando a direção estadual democrata admitiu "inconsistências" na tabulação dos resultados.

Com problemas técnicos na apuração, os democratas mergulharam em uma crise interna já na largada da campanha presidencial. Pela primeira vez, o partido demorou quase 24 horas para começar a liberar as informações. Os resultados incompletos não aliviaram a tensão das campanhas eleitorais.

Em conversa por telefone com representantes partidários, o diretor do Partido Democrata em Iowa, Troy Price, rejeitou dar um cronograma completo da divulgação dos resultados e tampouco respondeu se 100% dos votos serão conhecidos em questão de dias ou semanas.

Os partidos fazem prévias nos Estados para indicar o nome que desejam ver como candidato na eleição presidencial. Iowa é o primeiro Estado a votar.

Quem larga bem em geral é beneficiado por um efeito cascata. Neste ano, o cenário embolado já jogaria naturalmente atenção para as próximas três disputas: New Hampshire, Nevada e Carolina do Sul. A falta de divulgação de resultados no tempo esperado acrescentou novo componente de instabilidade.

O presidente Donald Trump aproveitou a confusão para ridicularizar os democratas e declarar-se como o grande vencedor da noite. A desorganização pode levar o Estado, que tem menos de 1% da população do país, mas um peso político importante, a perder a prerrogativa de ser o primeiro a definir as indicações.

Desempenho

Com 62% dos votos apurados, Buttigieg, ex-prefeito de South Bend, no Estado de Indiana, tinha 26,9% dos votos. Até ontem, ele aparecia em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto em Iowa, atrás de Sanders e de Biden - que estavam empatados na primeira posição. Segundo os resultados preliminares, Sanders tinha 25,1% dos votos. Se o placar final fosse esse, cada um dos dois receberia o mesmo número de delegados na convenção partidária em julho.

O voto dos eleitores nas prévias define a quantidade de delegados que cada candidato terá direito na convenção nacional. Os candidatos passam a ter um número de representantes proporcional ao apoio que tiveram entre os eleitores nos Estados - exceto nos Estados em que o vencedor leva todos os delegados. Quem obtiver a maioria dos 3.979 votos do partido na reunião da sigla é o nomeado candidato. Em Iowa, estão em jogo 41 delegados partidários. Na prática, portanto, Sanders e Buttigieg estariam empatados.

Segundo os resultados preliminares, Biden aparece em quarto lugar, com 15,6% dos votos, atrás de Elizabeth Warren, com 18,3%. A senadora Amy Klobuchar tinha 12,6%, Andrew Yang, 1,1%, e Tom Steyer, 0,3%. Michael Bloomberg, ex-prefeito de Nova York, não fez campanha e não participou da votação.

A campanha de Sanders ainda calcula que o senador saia vitorioso no Estado, quatro anos após receber 49,6% dos votos contra 49,9% de Hillary Clinton.

A surpresa em torno de Buttigieg não está em sua liderança, já que o resultado final pode mudar. A vitória parcial do prefeito é aparecer com uma folgada vantagem sobre Biden. Os dois disputam a mesma faixa do eleitorado: democratas centristas que acreditam que um candidato moderado é o mais apto a vencer Trump em novembro.

Com 37 anos, Buttigieg é o mais novo entre os mais bem colocados. Ele foi prefeito de uma pequena cidade do Estado de Indiana, é religioso e o primeiro candidato à Casa Branca declaradamente gay. Diferentemente de Biden, ele tem baixa rejeição entre jovens progressistas, apoiadores de Warren e de Sanders.

Uma série de mudanças foi implementada neste ano, entre elas a necessidade de computar e reportar três dados: o número de votos de cada candidato na primeira e na segunda rodadas de consulta e a proporção de delegados que os candidatos terão direto na convenção partidária. Como Iowa faz suas prévias em formato de caucus - um tipo de assembleia -, há possibilidade de um realinhamento dos eleitores em um segundo turno de votação.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;